Lula não disse em podcast que considera pessoas pobres imbecis e ignorantes

Por Luiz Fernando Menezes

6 de dezembro de 2021, 16h14

Postagens nas redes sociais enganam ao usar um trecho fora de contexto da entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao podcast Podpah, na semana passada, para fazer crer que o petista chamou pessoas pobres de imbecis e ignorantes (veja aqui). Na realidade, Lula citou esses adjetivos em referência à visão que críticos do Bolsa Família teriam sobre os beneficiários de programas sociais, não como uma opinião dele.

O trecho editado e fora de contexto da entrevista somava ao menos 10 mil compartilhamentos em posts no Facebook nesta segunda-feira (6).


Selo distorcido

Não é verdade que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse em entrevista ao podcast Podpah, na última quinta-feira (3), que considera pessoas pobres imbecis e ignorantes. Ao mencionar que “pobre é imbecil, é ignorante”, o petista fazia referência à visão de críticos do Bolsa Família sobre os beneficiários deste e outros programas sociais.

A fala de Lula na íntegra é: "quando nós criamos o Bolsa Família, o que que a elite brasileira falava? ‘Ah! O Lula está criando vagabundo! O Lula está criando um exército de desempregados! Essas pessoas não querem mais trabalhar! Essas pessoas só querem agora fazer filho pra poder ganhar mais!’ Sabe o que acontece? É a falta de crença no povo pobre! É a falta de respeito às pessoas pobres. Porque todo mundo acha que pobre é imbecil, é ignorante. E está cheio de gente que acha que o cara é pobre porque ele quer”.

A fala completa pode ser conferida no vídeo abaixo a partir do minuto 38:38:

Trechos editados e tirados de contexto de falas do petista têm sido frequentemente usados em materiais de desinformação. Neste ano, Aos Fatos já desmentiu publicações que alegavam, por exemplo, que Lula teria dito que pobres deveriam comer carne de terceira e sofrer e que negros são “escravos vagabundos”.

Referências:

1. YouTube (Podpah)
2. Aos Fatos (1 e 2)


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.