Imagens mostram presos pela polícia de El Salvador, não ‘petistas infiltrados’ no 8 de Janeiro

Compartilhe

É falso que um compilado de imagens que circula nas redes mostra filiados ao PT presos por envolvimento nos atos golpistas de 8 de janeiro de 2023. As fotos descontextualizadas, que buscam reforçar a teoria conspiratória de que o vandalismo às sedes dos Três Poderes foi causado por eleitores de esquerda infiltrados, retratam, na realidade, pessoas detidas pela polícia de El Salvador em 2022.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam mais de 60 mil visualizações no TikTok até a tarde desta quinta-feira (15). As peças de desinformação também circulam no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance dos conteúdos (fale com a Fátima).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Selo falso

Olha os lixo petista no meio da manifestação

Compilado de imagens de pessoas detidas pela polícia de El Salvador circula nas redes brasileiras como se mostrasse eleitores de esquerda infiltrados nos atos golpistas de 8 de janeiro

Uma galeria de imagens de pessoas detidas pela polícia de El Salvador tem circulado nas redes brasileiras como se mostrasse eleitores do PT presos por participação no 8 de Janeiro no Brasil. De acordo com as peças de desinformação, os indivíduos que aparecem nas fotos teriam atuado como infiltrados da esquerda para praticar vandalismo durante os atos golpistas.

Os registros usados no compilado foram extraídos de publicações feitas pelo perfil oficial da Polícia Civil de El Salvador e por páginas de notícias locais. As 33 pessoas retratadas foram presas por crimes diversos ao longo de 2022 — antes, portanto, dos ataques às sedes dos Três Poderes no Brasil.

Leia mais
BIPE Desinformação eleitoral de Bolsonaro seria usada para justificar golpe, aponta investigação
Investigamos Réus do 8 de Janeiro aguardam julgamento publicando desinformação
Investigamos Do Capitólio às sedes dos Três Poderes, como Bolsonaro e extremistas incitaram golpe

Disseminada nas redes logo após o 8 de Janeiro, a tese de que o vandalismo em Brasília foi causado por eleitores de esquerda infiltrados nunca foi provada. A teoria, no entanto, ainda resiste nas redes, mesmo que os próprios golpistas tenham divulgado amplamente suas próprias ações durante a manifestação, conforme já mostrou Aos Fatos.

Políticos de oposição também tentaram responsabilizar a esquerda pela violência do 8 de Janeiro, e defenderam inclusive a instauração de uma CPMI que investigasse o caso. Com maioria governista, no entanto, a comissão acabou por pedir em seu relatório final o indiciamento do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e de outras 60 pessoas, entre ex-integrantes do governo, militares e financiadores.

Leia mais
BIPE Golpistas acusam ‘infiltrados’, mas exibem imagens em que celebram vandalismo

Esta peça de desinformação também foi desmentida pelo Estadão Verifica.

Referências

  1. X
  2. Senado Notícias

Compartilhe

Leia também

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

falsoIdosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

Idosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

falsoLula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Lula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores