🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

Cédulas enterradas no Arizona não estavam preenchidas e foram devolvidas aos eleitores

Por Luiz Fernando Menezes

5 de novembro de 2020, 16h24

Não é verdade que foram encontradas cédulas de votos no presidente dos EUA, Donald Trump, enterradas no estado do Arizona. A foto que vem sendo compartilhada nas redes (veja aqui) mostra cédulas que tinham sido roubadas lacradas, portanto antes de serem preenchidas. Segundo a polícia local, os envelopes foram entregues a todos os eleitores antes da data do pleito, para que pudessem votar.

Publicações que sugerem que a imagem seria prova de uma fraude eleitoral reúnem mais de 3.000 mil compartilhamentos no Facebook até a tarde desta quinta-feira (5). Todas foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (veja como funciona).


FALSO

Arizona-EUA. Votos pró-Trump achados enterrados.

Circula nas redes sociais uma foto que mostra cédulas de votação das eleições americanas supostamente encontradas enterradas no estado do Arizona. Segundo as publicações, seriam votos para o democrata Donald Trump que foram descartados para não serem contabilizados. A imagem de fato é recente e mostra cédulas de votação, mas, ao contrário do que as peças informam, elas estavam lacradas e ainda não haviam sido preenchidas.

A denúncia original foi feita no dia 30 de outubro pelo agricultor Brayan Ruiz, que encontrou as 18 cédulas embaixo de pedras em uma fazenda de Glendale, no Arizona. Segundo o departamento de polícia local, eram cédulas ainda não preenchidas e que tinham sido roubadas de caixas de correios de eleitores. A polícia afirma ainda que todas foram entregues antes da data oficial das eleições, no dia 3 de novembro.

Esta é a sexta peça de desinformação checada pelo Aos Fatos com uma falsa denúncia de fraude nas eleições americanas. Desde terça-feira (3), já foram verificadas, por exemplo, publicações que diziam que os estados paralisaram ilegalmente suas apurações, que Michigan registrou mais votos do que eleitores e que fotos supostamente mostrariam votos em Donald Trump descartados nas ruas.

O Estadão Verifica e a AFP Checamos também desmentiram a peça de desinformação.

Referências:

1. Facebook (Glendale Police Department)
2. Aos Fatos (Fontes 1, 2 e 3)

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.