Radar Aos Fatos passa a monitorar desinformação com ameaças à democracia

1 de abril de 2021, 14h42

A partir desta quinta-feira (1º), o monitor do Radar Aos Fatos, que busca conteúdo potencialmente enganoso nas redes sociais, passa a mapear desinformação sobre um novo tema: democracia.

O objetivo da atualização é possibilitar que a ferramenta encontre conteúdo desinformativo que fale sobre —e, mais importante, que busque ameaçar— as instituições democráticas brasileiras. No monitoramento, foram incluídos termos relacionados a nomes importantes dos três Poderes —Executivo, Legislativo e Judiciário— e a temas-chave do processo democrático, como a Constituição, as eleições e a imprensa.

As publicações encontradas nos últimos sete dias já podem ser acessadas neste link.

Desde o ano passado, reportagens do Radar Aos Fatos vêm mostrando como conteúdo desinformativo sobre esses assuntos têm circulado. Em outubro, por exemplo, uma reportagem mostrou que mais de 2.000 publicações com alegações falsas sobre as eleições municipais de 2020 foram publicadas no WhatsApp e no Twitter, muitas vezes impulsionadas por políticos eleitos. Outros textos também já mostraram como uma interpretação distorcida do carta constitucional é usada por extremistas para defender a intervenção militar no Brasil.

"Parte relevante das campanhas de desinformação no Brasil têm se amparado em discursos autoritários, incompatíveis com o ambiente democrático. É necessário compreender como essas ofensivas são criadas, quem são seus principais porta-vozes e como se espalham nas redes", diz Tai Nalon, diretora executiva e cofundadora do Aos Fatos.

Multiplataforma. O novo tema se soma aos outros dois monitoramentos automatizados que o Radar já faz — um sobre a pandemia de Covid-19 e outro apenas sobre o Poder Judiciário— e, como esses, buscará conteúdo em seis plataformas diferentes: no WhatsApp, no YouTube, na web, no Twitter, no Facebook e no Instagram.

Além de ver as publicações detectadas no site, assinantes da newsletter gratuita do Radar (inscreva-se aqui) recebem semanalmente planilhas com os dados brutos recolhidos pela ferramenta e análises sobre o cenário de desinformação no país.

sobre o

Radar Aos Fatos faz o monitoramento do ecossistema de desinformação brasileiro e, aliado à ciência de dados e à metodologia de checagem do Aos Fatos, traz diagnósticos precisos sobre campanhas coordenadas e conteúdos enganosos nas redes.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.