Posts que anunciam indenização de R$ 30 mil da Serasa escondem golpe que rouba dinheiro e dados pessoais

Compartilhe

Não é verdade que a Serasa foi obrigada por decreto a indenizar em R$ 30 mil os consumidores que tiveram dados pessoais vazados. Em busca no DOU (Diário Oficial da União), o Aos Fatos não encontrou qualquer norma com esse teor. Os posts nas redes que fazem essa alegação compartilham trechos editados de reportagens para direcionar usuários a um site golpista que rouba dinheiro e informações pessoais.

Publicações que disseminavam o golpe acumulavam centenas de compartilhamentos no Facebook até a tarde desta segunda-feira (18).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Selo falso

Decreto assinado [por Lula] obriga a Serasa pague R$ 30 mil a cada brasileiro prejudicado após vazamento de dados. Ao todo foram mais de 200 milhões de brasileiros que tiveram os dados pessoais expostos pela Serasa.

Post golpista compartilha reportagem editada para alegar que a Serasa foi obrigada a pagar R$ 30 mil de indenização

Publicações nas redes têm compartilhado trechos editados de telejornais para disseminar a alegação falsa de que o governo Lula teria obrigado a Serasa a indenizar em R$ 30 mil consumidores que tiveram seus dados expostos em um vazamento. Os posts usam a desinformação como isca para atrair usuários a um site golpista que imita a página oficial da plataforma de análise de crédito para roubar dinheiro e informações pessoais.

Em busca no DOU e na imprensa, o Aos Fatos não localizou qualquer decreto do governo Lula que faça menção à Serasa. Também não há decisões judiciais recentes que condenem a empresa a indenizar usuários pelo vazamento de dados.

A desinformação tem origem em uma ação ajuizada pelo Instituto Sigilo em 2021 contra um suposto vazamento de dados da base da Serasa. No ano passado, o MPF (Ministério Público Federal) entrou como coautor do processo e solicitou à Justiça que a empresa pagasse indenizações de R$ 30 mil a cada indivíduo que teve os dados expostos. De acordo com a Serasa, o pedido foi indeferido. O caso tramita no TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), e a empresa nega que tenha havido vazamento.

Leia mais
Nas Redes É falso que Serasa pagará R$ 30 mil a quem teve dados vazados

Os posts enganosos compartilham uma versão editada da edição de 11 de março de 2024 do Jornal da Record (veja abaixo) que usa imitações das vozes dos apresentadores Celso Freitas e Salcy Lima para anunciar o suposto decreto que obriga a Serasa a indenizar usuários.

Após assistir ao vídeo editado, o usuário é convidado a clicar em um link que supostamente permite consultar a elegibilidade ao benefício. A partir daí, o golpe se desenrola da seguinte maneira:

  • O usuário é levado a um domínio que imita a identidade visual do g1 e reproduz um trecho da edição de 27 de janeiro de 2021 do Live CNN, da CNN Brasil, sobre o suposto vazamento de dados da Serasa;
  • Ao fim da reportagem falsa, há um link encaminhando a pessoa a um site que imita a identidade visual da empresa de análise de crédito. Ali, o usuário é instado a inserir dados pessoais como número de CPF, data de nascimento, nome da mãe e chave Pix;
  • Ao fim do processo, os golpistas solicitam o pagamento de uma taxa de R$ 71,27, que supostamente custearia tarifas e impostos para receber a indenização. A pessoa perde o dinheiro, e a indenização nunca é entregue – porque na verdade não existe
Leia mais
Nas Redes Posts compartilham site falso do Serasa Limpa Nome no Facebook para aplicar golpes

Esta não é a primeira vez que golpistas usam o nome da Serasa para roubar dinheiro e dados pessoais de usuários. Em agosto do ano passado, o Aos Fatos mostrou que criminosos haviam criado uma página falsa do site Serasa Limpa Nome para enganar consumidores que buscavam quitar dívidas.

Compartilhe

Leia também

falsoVídeo de Kamala Harris dizendo que ‘hoje é hoje’ foi alterado por IA

Vídeo de Kamala Harris dizendo que ‘hoje é hoje’ foi alterado por IA

falsoJanja não tem relação com escolha do uniforme do Brasil para a Olimpíada

Janja não tem relação com escolha do uniforme do Brasil para a Olimpíada

Maduro mente ao alegar que votação brasileira não é auditada e ignora denúncias sobre eleições venezuelanas

Maduro mente ao alegar que votação brasileira não é auditada e ignora denúncias sobre eleições venezuelanas