Ponte sobre rio das Mortes que aparece em vídeo não é obra do governo Bolsonaro

Por Marco Faustino

16 de agosto de 2022, 16h39

Não é uma obra do governo Jair Bolsonaro (PL) a ponte mostrada em vídeo difundido nas redes sociais (veja aqui), como afirmam postagens. A construção citada é a ponte sobre o rio das Mortes, em Mato Grosso, que é gerenciada pelo governo estadual, com recursos obtidos em 2013 de uma linha de financiamento da Caixa Econômica Federal. Os ministérios da Infraestrutura e do Desenvolvimento Regional confirmaram que o empreendimento não recebeu verbas da atual gestão federal.

Publicações com o conteúdo enganoso somavam centenas de compartilhamentos nesta terça-feira (16) no Facebook e circulam também no Kwai.


Selo falso

Hoje, 12 de julho de 2021. Aqui é Mato Grosso. Esse rio daqui é o rio das Mortes. Aí, essa balsa aqui, toda vida é essa balsa. Os governos passados nunca deram conta de construir a ponte (...) Olha lá a ponte. 700 metros de vão a ponte. É o veinho, Bolsonaro.

Homem engana ao dizer que ponte sobre rio das Mortes em MT é obra de Bolsonaro

Em um vídeo que circula nas redes sociais, um homem descreve uma obra de uma ponte sobre o rio das Mortes e faz elogios ao presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL), mas ele não é o responsável pela construção, como diz o narrador. A travessia que liga as cidades mato-grossenses de Cocalinho e Nova Nazaré é gerenciada pelo governo estadual e foi custeada com recursos do Finisa (Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), linha da Caixa Econômica Federal para estados e municípios.

O contrato foi assinado em 2013, na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e do então governador Silval Barbosa (MDB), e a ordem de serviço para a licitação saiu em 2009, segundo a Sinfra-MT (Secretaria de Infraestrutura de Mato Grosso). Os ministérios da Infraestrutura e do Desenvolvimento Regional confirmaram ao Aos Fatos que a atual gestão federal não investiu na obra.

A ponte sobre o rio das Mortes está com 99,9% das obras concluídas e deve ser liberada para o trânsito entre o fim de agosto e início de setembro deste ano. Atualmente, é necessário usar uma balsa para a travessia de veículos entre Cocalinho e Nova Nazaré. O investimento feito na ponte totaliza R$ 52 milhões e a travessia tem 483,6 metros de extensão — não 700 metros, como diz o narrador.

Em abril, Aos Fatos verificou outro vídeo que atribui erroneamente a ponte do rio das Mortes ao governo federal. Uma peça de desinformação semelhante também foi checada pelo Projeto Comprova.

Referências:

1. YouTube
2. Google Mapas
3. Caixa Econômica Federal
4. Controladoria Geral do Estado de Mato Grosso
5. Interativa FM
6. Gaúcha News
7. Governo do Mato Grosso (Fontes 1 e 2)
8. Aos Fatos


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.