Postagens associam fotos de 2014 à ocupação de Tchernóbil por tropas russas

Por Ethel Rudnitzki

25 de fevereiro de 2022, 13h36

Imagens registradas em 2014 têm sido atribuídas em postagens nas redes sociais à ocupação nesta quinta-feira (24) da usina de Tchernóbil, na Ucrânia, por tropas russas (veja aqui). Uma das imagens mostra um exercício militar ucraniano em setembro e a outra exibe uma parte da antiga central nuclear e foi tirada em outubro daquele ano.

O conteúdo enganoso foi veiculado pela conta Choquei no Twitter e reunia ao menos 12 mil curtidas nesta sexta-feira (25).


Selo falso

Postagem usa fotos antigas pra falar de invasão russa em Tchernóbil

Uma publicação da conta Choquei no Twitter desinforma ao usar imagens antigas como se mostrassem a ocupação da usina atômica de Tchernóbil por tropas russas, anunciada nesta quinta-feira (24).

A imagem em que militares seguram fuzis foi registrada em setembro de 2014 por Maks Levin, da Reuters. Os soldados mostrados são ucranianos, não russos.

Foto mostra soldados ucranianos, não russos, e é de 2014

Já o registro que mostra parte da usina nuclear é de outubro de 2014 e foi feito pelo fotógrafo Michael Kötter e publicado no Flickr.

Imagem de Tchernóbil é de 2014

Tampouco há evidências, como sustenta o tweet, de que as tropas russas teriam destruído depósitos de lixo nuclear após tomar a usina. A reportagem da NBC News mencionada cita apenas a opinião de um assessor do Ministério do Interior ucraniano de que um ataque poderia liberar poeira radioativa na Ucrânia, em Belarus e em outros países vizinhos.

A Rússia iniciou um ataque militar por terra, mar e ar ao território ucraniano na madrugada desta quinta. Aos Fatos checou outras peças de desinformação relacionadas ao conflito, como um vídeo e uma foto registrados na Faixa de Gaza e atribuídos à Ucrânia, uma cena de um jogo eletrônico compartilhada como se fosse um ataque militar russo e uma imagem de pessoas rezando em Kharkiv que foi registrada em 2015, e não recentemente.

Procurado, o perfil Choquei não respondeu até a publicação desta checagem.

Referências:

1. Terra
2. Reuters
3. Flickr
4. NBC News
5. BBC
6. Aos Fatos (1, 2, 3 e 4)

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.