Vídeo que mostra Nicolás Maduro sendo hostilizado em desfile é de 2017, não recente

Por Marco Faustino

7 de dezembro de 2023, 14h02

Não é atual um vídeo que mostra um grupo de pessoas atirando objetos contra o ditador venezuelano Nicolás Maduro durante um desfile em carro aberto. Diferentemente do que fazem crer publicações nas redes, a reportagem foi exibida por um telejornal colombiano em 2017 e registra uma cena ocorrida durante uma comemoração nacional. Maduro não foi ferido.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 2.000 curtidas no Instagram e milhares de visualizações no Kwai até a tarde desta quinta-feira (7).


Selo falso

Ditador venezuelano [Nicolás Maduro] acaba de ser agredido pela população

Posts compartilham como se fosse recente reportagem de 2017 que mostra pessoas atirando objetos contra Maduro durante comemoração nacional na Venezuela

Publicações enganam ao compartilhar como se fosse atual uma reportagem exibida em abril de 2017 pelo telejornal colombiano Red+ Noticias e que mostra um grupo de pessoas atirando ovos, tomates e até pedras contra Nicolás Maduro. O vídeo mostra uma cena ocorrida durante o desfile de comemoração do bicentenário da Batalha de San Félix, que fez parte do processo de independência da Venezuela. Maduro não se feriu. De acordo com informações não confirmadas pelas autoridades do país, ao menos cinco pessoas foram presas.

Em busca na imprensa, Aos Fatos não encontrou qualquer reportagem recente que tenha noticiado agressões contra Maduro.

Publicações que compartilhavam esse mesmo vídeo de 2017 como se fosse atual já foram desmentidas por Aos Fatos em setembro deste ano. O conteúdo desinformativo voltou a circular recentemente em meio às tensões sobre um possível conflito entre Venezuela e Guiana pela disputa do território de Essequibo. Maduro tem ameaçado tomar a região do país vizinho e disse ter obtido 95% dos votos favoráveis à empreitada em referendo realizado no país no último domingo (3).

Leia mais
Nas Redes Reportagem que mostra tropas brasileiras na fronteira com a Venezuela é de 2019, não atual
Nas Redes Vídeo não mostra comboio do Exército brasileiro na fronteira com a Venezuela
Nas Redes Vídeo mostra confronto na Colômbia, não venezuelanos atravessando Brasil para invadir Guiana

O possível confronto tem levado à disseminação de uma série de publicações enganosas nas redes. Desde a semana passada, Aos Fatos já desmentiu vídeos fora de contexto que usavam cenas gravadas na Colômbia e no interior do Brasil como se fossem registros da disputa entre os dois países e imagens de conflitos na fronteira entre Brasil e Venezuela ocorridos em 2019 que circulavam como se fossem atuais.

Referências:

1. YouTube
2. El País
3. Cavim
4. Folha de S. Paulo
5. Aos Fatos (Fontes 1, 2 e 3)
6. BBC Brasil
7. UOL

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.