Repórter da Globo não noticiou que caminhões estacionados em posto eram de grevistas

Por Marco Faustino

22 de fevereiro de 2021, 18h31

Não é verdade que um repórter da Rede Globo gravou caminhões estacionados em um posto de gasolina e noticiou que se tratava de uma greve de caminhoneiros, como alegam postagens nas redes sociais (veja aqui). Na realidade, o jornalista usou o estacionamento apenas como cenário de sua entrada ao vivo em um telejornal da InterTV Grande Minas, afiliada da Globo. Na reportagem, ele fala sobre a baixa adesão da categoria ao movimento.

A peça de desinformação foi enviada por leitores do Aos Fatos no WhatsApp como sugestão de checagem (inscreva-se aqui). Devido à natureza da rede social, não é possível verificar com precisão o alcance da desinformação, mas no Facebook, posts semelhantes foram marcados com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (saiba como funciona) e reuniam ao menos 1.000 compartilhamentos até a tarde desta segunda-feira (22).


PARA ASSUSTAR POPULAÇÃO, REPÓRTER DA GLOBO FILMA ESTACIONAMENTO DE CHURRASCARIA E DIZ SER ‘PARALISAÇÃO’ DOS CAMINHONEIROS. Um repórter da Globo foi pego no flagra. No estacionamento de uma churrascaria, o jornalista anunciava a paralisação dos caminhoneiros. O ato foi registrado e desmascarou o “terror” que a emissora tentava passar à população.

É falso que um repórter da InterTV Grande Minas, emissora afiliada da Rede Globo em Minas Gerais, filmou caminhões estacionados em um posto de gasolina para fazer telespectadores acreditarem que se tratava de uma greve de caminhoneiros. Na reportagem, o jornalista usa o local só como cenário de uma entrada ao vivo em um telejornal. Em nenhum momento ele afirma que aqueles veículos seriam parte da greve. Pelo contrário: a notícia era a baixa adesão ao movimento.

No momento da gravação, o repórter Bruno Lima falava que por volta das 6h havia sido grande a concentração de caminhoneiros no posto, onde também funciona a churrascaria, no Anel Rodoviário Leste, em Montes Claros (MG). Porém cerca de 70% dos motoristas presentes deixaram o local para seguir viagem no decorrer da manhã, de acordo com ele.

Ainda segundo o jornalista, outros motoristas teriam se deslocado para um ponto diferente da BR-251, onde a concentração de grevistas seria maior. O movimento pleiteava redução no custo do diesel e de itens de manutenção, como pneus, além de uma maior fiscalização da tabela do piso mínimo do frete rodoviário.

O vídeo que mostra bastidores da entrada ao vivo do jornalista no local tem sido compartilhado em postagens nas redes sociais e pelo site Terra Brasil Notícias sem abordar o conteúdo da reportagem que foi exibida. Procurado por Aos Fatos, o site não se pronunciou.

Referências:

1. Inter TV Notícia - Grande Minas

Leia também

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.