Homem com boné de Lula não é empresário que negou marmita a eleitora petista

Por Luiz Fernando Menezes

12 de setembro de 2022, 15h25

O homem que aparece com um boné de Lula em uma foto que circula nas redes não é o empresário Cássio José Cenali, que gravou um vídeo no qual afirma que não entregará mais marmitas para uma eleitora do presidenciável petista (veja aqui). A foto com a alegação falsa mostra Eduardo Caldieraro, que negou relação com o caso e mora em Nova Bassano (RS), a 774 km de Itapeva (SP), onde mora Cenali.

A peça de desinformação foi compartilhada centenas de vezes no Twitter e no Facebook até a tarde desta segunda-feira (12) e também viralizou no WhatsApp, onde não é possível estimar seu alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Esse PETISTA de boné vermelho do LULA é o homem que gravou um vídeo dizendo que ‘seria a última marmita que entregaria’ para uma senhora por ela ser eleitora do Lula. Ele gravou o vídeo FINGINDO ser bolsonarista com o intuito de prejudicar a imagem dos eleitores de Bolsonaro.

Posts enganam ao alegar que homem que humilhou mulher ao doar marmita seria petista

Publicações nas redes sociais enganam ao dizer que um homem com um boné com o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é o mesmo homem que gravou um vídeo em que se recusa a dar uma marmita para uma mulher que disse que vai votar no petista. O homem de óculos e boné na foto é Eduardo Caldieraro, que mora em Nova Bassano (RS), enquanto quem aparece no vídeo é o empresário Cássio Joel Cenali, de Itapeva (SP).

Na gravação que viralizou, Cenali dá uma marmita para uma mulher e pergunta se ela votaria no presidente Jair Bolsonaro (PL) ou em Lula. Após ela responder que seria no petista, o homem diz então que “a partir de hoje não tem mais marmita”.

Depois da repercussão do vídeo, publicações usaram a foto de Caldieraro para sugerir que teria sido uma encenação para “prejudicar a imagem dos eleitores de Bolsonaro”. Em sua conta no Twitter, no entanto, Caldieraro negou ser o homem que aparece nas imagens (veja abaixo).

No dia 11 de setembro, Cássio Joel Cenali, gravou um pedido de desculpas por ter feito a filmagem.

Referências:

1. Twitter (@J_LIVRES)
2. Twitter (@DudaCaldieraro 1 e 2)
3. Correio Braziliense
4. G1


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.