Foto em que Mandetta e Helder Barbalho se cumprimentam sem máscaras é de 2019

Por Luiz Fernando Menezes

19 de maio de 2020, 13h48


Não é verdade que o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta estavam sem máscaras de proteção quando se reuniram recentemente (veja aqui). A foto usada em publicações nas redes sociais que fazem essa alegação foi tirada em um encontro dos dois em 2019. Os registros da última reunião dos políticos, nesta segunda-feira (18), mostram os dois usando máscaras.

Difundida no Facebook, a peça de desinformação acumulava ao menos 4.000 compartilhamentos até a tarde desta terça-feira (19) e foram marcadas por Aos Fatos com o selo FALSO na ferramenta de monitoramento da rede social (saiba como funciona).


FALSO

A foto de um encontro do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), com o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta em setembro de 2019 tem sido difundida nas redes sociais como se fosse atual para afirmar que os políticos desrespeitam as medidas de prevenção que recomendam contra a Covid-19. Registros da última reunião entre os dois, na segunda-feira (18), mostram ambos com máscaras de proteção e sentados à distância.

A imagem que tem sido compartilhada foi registrada por Marco Santos, da Agência Pará, em 19 de setembro do ano passado, quando o então ministro da Saúde participou da cerimônia de inauguração do Hospital Abelardo Santos, em Belém.

Na última segunda-feira (18), Mandetta voltou à capital paraense a convite do governador para debater as ações de combate à pandemia. Nas fotos divulgadas da ocasião, os dois políticos estão de máscara e respeitam a medida de distância física durante a coletiva.

Tanto Mandetta quando Barbalho já se posicionaram favoravelmente às medidas de isolamento. Quando ainda era ministro, o ex-deputado defendia o distanciamento social no combate à pandemia e, nas últimas semanas, Mandetta têm criticado o posicionamento do governo, que propõe a reabertura.

Barbalho têm utilizado o isolamento como enfrentamento à pandemia desde abril. No começo do mês, o governo paraense endureceu as regras, adotando, por exemplo, a restrição de eventos que envolvam mais de 10 pessoas. Em algumas cidades, o governador, inclusive, decretou o lockdown (isolamento total).

Narrativa. Não é a primeira vez que peças de desinformação atacam o ex-ministro e o governador do Pará. Na semana passada, por exemplo, circulou nas redes peças que diziam que Mandetta teria criado um protocolo de tratamento da Covid-19 a base de Tamiflu que reduzia a chance de sobrevivência dos pacientes. Aos Fatos também já desmentiu publicações que diziam que o governo do Pará teria escalado presos para monitorar as regras de distanciamento social em pontos de ônibus.

Veja todas as nossas checagens sobre o coronavírus aqui.

Referências:

1. Agência Pará (Fontes 1, 2 e 3)
2. G1 (Fontes 1 e 2)
3. Correio Braziliense
4. Aos Fatos (Fontes 1 e 2)


De acordo com nossos esforços para alcançar mais pessoas com informação verificada, Aos Fatos libera esta reportagem para livre republicação com atribuição de crédito e link para este site.