Governo Lula não desligou abastecimento de água na cidade pernambucana de Sertânia

Compartilhe

Não é verdade que o abastecimento de água em Sertânia (PE) foi desligado no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para favorecer a atuação de carros-pipa, como faz crer um vídeo que circula nas redes. Houve períodos de desabastecimento na cidade no ano passado, na gestão de Jair Bolsonaro (PL), em razão da baixa vazão da água oriunda da transposição do rio São Francisco, o que foi normalizado em janeiro. Como agravante, a Operação Carro-Pipa foi paralisada em novembro por falta de verba, mas retomada neste ano.

Publicações com conteúdo enganoso acumulavam 32 mil compartilhamentos no Facebook e 2.100 curtidas no Instagram nesta quarta-feira (1°) e circulam também no Kwai e WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Só caminhão-pipa trabalhando aqui. Enchendo as burras. Desligaram a água da cidade. E agora só os caminhão-pipa (sic) enchendo o rabo de dinheiro, e o povo tudo com sede na cidade. Veja aí a desgraça que está acontecendo agora, com a cidade de Sertânia.

Posts difundem que água de Sertânia (PE) foi desligada para favorecer abastecimento por meio de carros-pipa, o que é falso

A água da cidade de Sertânia (PE) não foi desligada durante o governo Lula para favorecer a atuação de carros-pipa, como sugere um vídeo difundido nas redes sociais. Por telefone, o vice-prefeito e secretário de Agricultura do município, Antônio Almeida, informou ao Aos Fatos que houve um problema de abastecimento causado pela baixa vazão de água oriunda do Pisf (Projeto de Integração do Rio São Francisco) em 2022 — durante a gestão de Jair Bolsonaro (PL) —, o que foi normalizado em janeiro.

Para agravar a situação, em novembro do ano passado, por falta de verbas, a Operação Carro-Pipa, que leva água para cidades atingidas pela seca, foi paralisada. O governo federal, por meio do MIDR (Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional), informou que o programa voltou a funcionar também em janeiro.

A zona urbana de Sertânia recebe água encanada por meio do sistema de abastecimento do município, composto por cinco barragens. Uma delas, o açude Barra, é beneficiado pelo eixo leste da transposição do rio São Francisco. A vazão planejada da água vinda da transposição para o ano de 2022 não foi suficiente para abastecer o açude, segundo Almeida, o que causou períodos de desabastecimento. A assessoria de imprensa da prefeitura informou que algumas ruas ficaram até 30 dias sem água devido à situação.

Em locais da zona rural da cidade, o abastecimento é feito pela Operação Carro-Pipa, programa realizado pelo Exército em parceria com o MIDR (Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional), que foi temporariamente interrompido em alguns estados nordestinos por falta de recursos, o que também afetou Sertânia. O abastecimento da zona rural passou a ser feito por poços artesianos e carros-pipa do governo municipal, que não fazem parte da operação.

A crise hídrica em Sertânia deu trégua a partir de 10 de janeiro de 2023, quando cresceu a vazão da água oriunda da transposição, de acordo com o vice-prefeito. O retorno da Operação Carro-Pipa em janeiro também fez com que o abastecimento de zonas rurais começasse a voltar à normalidade.

Emergencial. A Operação Carro-Pipa atua na distribuição de água potável a cidades atingidas por estiagem e seca na região do semiárido nordestino e na região norte dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo. A operação é uma ação de socorro, não um programa contínuo, em que o ente atingido pela seca ou estiagem decreta situação de emergência ou calamidade pública para uma ação em sua localidade. Quando o estado ou município sai da situação de emergência é desligado da operação.

A operação é realizada desde 1998 e abastece mais de 450 municípios nordestinos, o que beneficia 1,6 milhão de pessoas. Já as águas da Transposição do rio São Francisco beneficiam 12 milhões de pessoas em 390 cidades do Nordeste.

Recorrente. Desde o início do ano, têm proliferado nas redes publicações que sugerem que o atual governo estaria retendo o abastecimento de água da transposição para obrigar a população a depender dos carros-pipa, o que não tem respaldo na realidade.

A única interrupção programada da transposição acontece desde setembro de 2022. As bombas da estação EBI-3, do eixo norte do Pisf, em Salgueiro (PE), estão desligadas para a manutenção dos equipamentos. O MIDR informou que os reparos estão sendo realizados e que os reservatórios da integração do São Francisco têm capacidade para manter o abastecimento nas regiões afetadas. A interrupção da da EBI-3 não possui qualquer relação com o programa dos carros-pipa, frisou o ministério.

Compartilhe

Leia também

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

falsoIdosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

Idosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

falsoLula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Lula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores