Cena de série circula como se mostrasse membros da Força Nacional recebendo propina de traficantes no RJ

Compartilhe

Não é verdade que agentes da Força Nacional, vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, foram filmados recebendo propina de traficantes em uma comunidade no Rio de Janeiro, como fazem crer publicações nas redes. O vídeo compartilhado pelas peças de desinformação é encenado e mostra, na realidade, uma cena da série Era uma vez Favela.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam centenas de curtidas e compartilhamentos no Instagram e no Facebook até a tarde desta quinta-feira (23). Posts com essa alegação também circulam no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance dos conteúdos (fale com a Fátima).


Selo falso

Força de Segurança do Ministro Flávio Dino, combatendo os traficantes nos morros do Rio de Janeiro-RJ.

Cena de curta-metragem é compartilhada como se mostrasse agentes da Força Nacional recebendo propina de traficantes

Uma cena do curta-metragem Era uma vez Favela em que agentes de segurança recebem propina de criminosos tem circulado nas redes como se fosse real e mostrasse membros da Força Nacional. O trecho compartilhado pelas peças de desinformação é encenado e foi publicado recentemente no YouTube (veja abaixo):

Outra versão do mesmo vídeo foi postada no Instagram em 3 agosto deste ano por um ator que participou das gravações.

Essa não é a primeira vez que esse mesmo trecho de Era uma vez Favela circula fora de contexto nas redes. Em julho deste ano, Aos Fatos desmentiu uma peça de desinformação que também alegava que as imagens eram reais e mostravam agentes da Polícia Militar em conluio com traficantes. À época, a informação de que as cenas eram fictícias foi confirmada pelo produtor do curta, Leonardo Turco.

Leia mais
Nas Redes Vídeo de traficantes armados no RJ mostra, na verdade, gravação de curta-metragem
Nas Redes Cena de série circula nas redes como se fosse arrastão em túnel no Rio de Janeiro
BIPE Bolsonaristas usam visita de Dino a favela e ação da PF contra PCC para ligar Lula ao crime

Trechos de outras produções audiovisuais ficcionais também já foram usados para disseminar desinformação. Somente neste ano, Aos Fatos desmentiu ao menos quatro publicações enganosas que alegavam que trechos de filmes e séries mostravam cenas reais. A última delas usava um trecho da websérie carioca Dois Lados como se fosse um registro da suposta recepção de um chefe do tráfico em uma comunidade no Rio de Janeiro.

Leia mais
Nas Redes Vídeo mostra gravação de série, não chefe do tráfico sendo recepcionado ao deixar prisão no RJ
Nas Redes Vídeo de ‘blitz de facção’ no RJ mostra, na verdade, gravação de websérie

Referências

  1. YouTube
  2. Instagram
  3. Aos Fatos (1 e 2)

Compartilhe

Leia também

falsoVídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

Vídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral