Artista espanhol tatuou ânus em repúdio a Trump, não a Bolsonaro

Por Bruna Leite

2 de setembro de 2022, 18h40

Não é verdade que um homem tatuou o ânus em protesto contra o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL), como alegam nas redes (veja aqui). A imagem usada nas postagens mostra o artista espanhol Abel Azcona, que fez em 2017 uma tatuagem anal em crítica ao ex-mandatário americano Donald Trump. Ele gravou na região do corpo a frase Make America Great Again, slogan do republicano.

A publicação enganosa atingiu 226 mil curtidas no Instagram e ao menos dezenas de compartilhamentos no Facebook nesta sexta-feira (2).


Selo falso

Homem faz tatuagem no anus em protesto contra Bolsonaro e diz que todos os Lula-livre devem fazer o mesmo


Publicação no Instagram exibe notícia falsa sobre homem ter feito tatuagem no ânus em protesto contra BolsonaroPostagens nas redes sociais enganam ao afirmar que um homem fez uma tatuagem no ânus em repúdio ao presidente Jair Bolsonaro (PL). A imagem mostra uma performance do artista espanhol Abel Azcona em março de 2017, em uma galeria de arte em Chicago (EUA), contra o ex-mandatário americano Donald Trump. Ele tatuou a frase “Make America Great Again”, lema da campanha do republicano à Casa Branca.

Em outubro de 2021, a AFP falou com o artista, que reiterou que se tratava de uma crítica a Trump.

“Eu sempre trabalhei meu corpo como uma arma e uma ferramenta política. Há mais de 12 anos faço performances e exibições políticas e sociais que me levaram à prisão, a ser detido ou [que provocaram] ameaças de morte. Eu acredito no empoderamento do corpo e da dor. O ânus é uma zona de prazer para muitas pessoas e uma zona de pecado para outras. Eu acho que desmistificar o que é o ânus, e escrever um lema político fascista em meu ânus, é uma ação claramente crítica e subversiva”, disse à agência.

Referências:

1. AFP
2. O Globo



Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.