Vídeo em que Otoni de Paula alerta sobre prisão de manifestantes é de 2022, não atual

Compartilhe

Não é verdade que o deputado federal Otoni de Paula (MDB-RJ) disse que manifestantes que forem ao ato marcado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no próximo domingo (25), em São Paulo, serão presos. Posts nas redes usam um trecho manipulado de uma entrevista dada pelo parlamentar em 2022, quando ele se referia aos acampamentos montados por apoiadores de Bolsonaro em frente aos quartéis.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam centenas de compartilhamentos no Facebook e 1.150 curtidas no Instagram nesta quarta-feira (21).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Selo falso

Acham que o presidente Bolsonaro vai agir, e eu olhando na sua câmera, digo: Não vai. Não vai. E digo, não se iludam.Vocês serão presos. E não haverá ninguém que os defenda [na manifestação programada para 25 de fevereiro] [Otoni de Paula]

Posts difundem entrevista editada de Otoni de Paula de 2022 para fazer crer que o parlamentar alertou que apoiadores de Bolsonaro serão presos no próximo domingo (25).

Não é recente nem tem relação com a manifestação convocada por Bolsonaro para o dia 25 de fevereiro, na avenida Paulista, um vídeo em que o deputado federal Otoni de Paula diz que o ex-presidente não tomará qualquer atitude e que seus apoiadores serão presos.

O vídeo, na realidade, é um trecho editado de uma entrevista concedida pelo parlamentar em dezembro de 2022. E omite o contexto original ao qual Otoni de Paula se refere: a presença de apoiadores de Bolsonaro em acampamentos em frente aos quartéis após o resultado das eleições daquele ano e o comportamento do ex-presidente em relação aos apoiadores.

“Saiam das portas do quartéis”, disse Otoni de Paula no vídeo original, trecho que foi suprimido nas peças desinformativas. Aos Fatos não encontrou qualquer declaração de Otoni de Paula na imprensa ou em suas redes sociais sobre a convocação de Bolsonaro para a manifestação no próximo domingo.

Durante a entrevista, o parlamentar, que era vice-líder do governo na Câmara, disse também que o presidente Bolsonaro precisava falar claramente ao povo. “Se ele não o fizer, sairá pequeno. Ele sofrerá a maior derrota de todas”, disse Otoni de Paula.

Acampamentos. Após o resultado das eleições de 2022, apoiadores de Bolsonaro começaram a se instalar na frente de quartéis pelo país. Em Brasília, o acampamento foi montado em frente ao quartel-general do Exército.

Os ânimos dos apoiadores do ex-presidente foram inflamados por meio da divulgação reiterada de desinformação sobre os resultados das eleições, além de uma série de chamados à violência. Tudo culminou nos episódios de invasão e depredação das sedes dos Três Poderes em 8 de janeiro de 2023

Leia mais
Investigamos Do Capitólio às sedes dos Três Poderes, como Bolsonaro e extremistas incitaram golpe
Institucional Aos Fatos lança memorial digital contra o golpismo

Essa peça de desinformação também foi checada pelo Estadão Verifica.

Referências

  1. YouTube
  2. Instagram
  3. X
  4. Aos Fatos (1, 2 e 3)

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas