É de 2017, não atual, vídeo em que manifestantes atiram pedras contra polícia na Argentina

Por Marco Faustino

4 de janeiro de 2024, 15h20

Não é atual e nem mostra um protesto contra o presidente argentino Javier Milei um vídeo em que manifestantes atiram objetos em policiais. As imagens compartilhadas pelas peças de desinformação foram gravadas em Buenos Aires, capital do país, em dezembro de 2017, durante um protesto contra a reforma previdenciária proposta pelo então presidente, Mauricio Macri.

Publicações que tiram a filmagem de contexto acumulavam ao menos mil compartilhamentos no X (ex-Twitter) até a tarde desta quinta-feira (4).


Selo não é bem assim

O Milei não conhece o povo que governa? Viva o povo argentino!!!

Foto de 2019 de avenida em Buenos Aires lotada de manifestantes circula como se mostrasse protesto recente

Posts nas redes enganam ao afirmar que um vídeo que mostra manifestantes atirando objetos contra agentes de segurança retrata um protesto recente ocorrido contra o presidente argentino Javier Milei. Gravadas em 18 de dezembro de 2017 em Buenos Aires, as imagens registram um ato contra a reforma previdenciária proposta pelo então presidente Mauricio Macri.

Na época, os protestos contra as mudanças no regime previdenciário levaram milhares de pessoas às ruas. Houve registros de violência por parte da polícia e dos manifestantes e a estimativa é que cerca de 162 pessoas ficaram feridas. A reforma foi aprovada pelo Congresso argentino em 19 de dezembro de 2017.

Essa não é a primeira vez que esse vídeo circula fora de contexto. Em 2021, Aos Fatos desmentiu peças de desinformação que alegavam que a gravação mostrava um protesto contra as medidas restritivas tomadas pelo então presidente argentino Alberto Fernández para conter a disseminação da Covid-19. O registro também circulou na Espanha como se retratasse um ato convocado pela população catalã após a prisão do rapper e ativista político Pablo Hasél, acusado de terrorismo, injúria e calúnia contra a coroa espanhola.

Leia mais
Nas Redes Não é atual, mas de 2017, vídeo em que manifestantes atiram pedras em policiais na Argentina

É fato, no entanto, que o presidente Javier Milei tem sido alvo de protestos desde que tomou posse, em dezembro, em razão dos pacotes de medidas implementados para cumprir parte de suas promessas de campanha. Na primeira semana de governo, inclusive, o político anunciou um protocolo visando punir eventuais manifestações contra sua gestão.

Referências:

1. Infobae
2. G1 (1, 2 e 3)
3. Aos Fatos (1 e 2)
4. Newtral
5. El Pais
6. O Globo (1 e 2)

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.