Vídeo de formatura de PMs é associado em posts à convocação para protestos no 7 de Setembro

Compartilhe

Um vídeo em que um grupo de policiais cantam e dançam tem sido usado em posts nas redes sociais que convocam para as manifestações bolsonaristas no 7 de Setembro, mas não tem qualquer relação com esses atos (veja aqui). A gravação foi feita durante uma formatura de novos soldados da Polícia Militar do Rio de Janeiro neste mês e não traz qualquer menção a protestos de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Postagens que associam o vídeo às manifestações somavam ao menos 250.000 compartilhamentos nesta quinta-feira (26) no Facebook e foram sinalizadas por Aos Fatos como desinformação na ferramenta de verificação (saiba como funciona).


Postagens nas redes sociais tiram informações de contexto ao associar a convocatória para os atos bolsonaristas no 7 de Setembro a um vídeo que não tem relação com os protestos. A gravação verificada mostra policiais militares dançando e entoando um cântico que diz: “Escuta a terra tremer. Vejam quem vai aparecer. Chegou a 4ª companhia, a melhor do batalhão. Chegou a 4ª companhia, nosso lema é vibrar”.

O vídeo foi gravado em 14 de agosto durante uma formatura de novos soldados da Polícia Militar do Rio de Janeiro em Sulacap, na zona oeste da capital fluminense, e publicado originalmente no Facebook e no Instagram do CFAP (Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças). Posteriormente, a PM reproduziu o mesmo trecho em sua conta verificada no Twitter. Em nota ao Aos Fatos, a corporação também desmentiu que a situação mostrada tivesse a ver com os protestos bolsonaristas.

Outro vídeo da mesma formatura da 4ª companhia, publicado pelo CFAP nas redes sociais, também não traz qualquer referência ou convocação para as manifestações de 7 de Setembro.

Referências

  1. Facebook (1 e 2)
  2. Instagram
  3. Twitter

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas