🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

Posts atribuem foto de tempestade no RS em 2019 a ciclone recente em SC

Por Luiz Fernando Menezes

2 de julho de 2020, 12h58

A foto de uma grande nuvem negra sobre uma cidade circula nas redes sociais como se fosse do ciclone que atingiu Santa Catarina nesta semana, mas o registro foi feito em dezembro de 2019 durante uma tempestade em Torres, no Rio Grande do Sul (veja aqui).

No Facebook, a imagem foi tirada de contexto por publicações em perfis pessoais que reuniam ao menos 10 mil compartilhamentos nesta quinta-feira (2) e que foram marcados com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

Publicações nas redes sociais compartilham uma foto de uma grande nuvem negra como se ela fosse o ciclone que atingiu Santa Catarina na última terça-feira (30). A imagem, porém, foi registrada por Gabriel Zaparolli durante um um temporal que atingiu a cidade de Torres, no Rio Grande do Sul, em 12 de dezembro de 2019.

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), na ocasião, o município pode ter sido alvo de um fenômeno climático chamado microexplosão, que é quando uma corrente de ar despenca em linha reta sobre uma localidade. A tempestade, acompanhada de fortes ventos e chuva de granizo, deixou um ferido e danificou mais de 20 casas.

Ciclone. Na tarde da última terça-feira (30), um “ciclone bomba” atingiu diversas cidades da região Sul, principalmente Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O fenômeno meteorológico causou chuvas torrenciais, ventos fortes e quedas drásticas de temperatura. Até a tarde da última quarta-feira (1º), tinham sido registradas dez mortes decorrentes do ciclone. Uma pessoa ainda estava desaparecida até o momento da publicação desta checagem.

Desde que o fenômeno atingiu a região, diversas fotos e vídeos da tempestade passaram a ser compartilhados nas redes sociais. Algumas das publicações, no entanto, são de outros momentos: um vídeo de 2017 passou a circular ontem nas redes como se mostrasse imagens aéreas do ciclone.

Referências:

1. Gaúcha Zero Hora
2. Prefeitura de Torres
3. UOL
4. G1
5. Aos Fatos

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.