🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

Fotos não mostram ato pró-Trump, mas protesto em 2018 por controle de armas nos EUA

Por Marco Faustino

7 de janeiro de 2021, 13h47

Fotos de uma multidão reunida nos arredores do Capitólio dos Estados Unidos, em Washington DC, não são da manifestação a favor do presidente Donald Trump desta quarta-feira (6), conforme afirmam postagens nas redes sociais (veja aqui). Os registros foram feitos em março de 2018, durante a Marcha pelas Nossas Vidas (March for Our Lives) — um protesto liderado por estudantes que reivindicavam mais rigidez na venda e na concessão do porte de armas.

O conteúdo desinformativo reunia ao menos 13.700 compartilhamentos no Facebook na tarde desta quinta-feira (7) e foi marcado com o selo FALSO na ferramenta de verificação da plataforma (veja como funciona).


Imprensa esquerdista esconde a mega manifestação contra as fraudes eleitorais nos Estados Unidos hoje.

Não são do protesto desta quarta-feira (6) a favor do presidente Donald Trump nos EUA fotos que circulam em álbuns nas redes sociais com essa atribuição. Os registros retratam um ato em 2018 em que estudantes norte-americanos reivindicaram maior rigidez na venda e na concessão do porte de armas de fogo no país.

A Marcha pelas Nossas Vidas (March for Our Lives) aconteceu em Washington em 24 de março de 2018. Em busca reversa, o Aos Fatos encontrou as mesmas fotos publicadas pela imprensa e em repositórios de imagens (confira aqui, aqui e aqui).

O ato foi uma das ações organizadas por estudantes norte-americanos após o atentado a uma escola em Parkland, na Flórida, quando um ex-aluno matou 17 pessoas com um rifle AR-15 em fevereiro daquele ano.

Em dezembro, Aos Fatos checou que uma das fotos do protesto de 2018 já havia sido atribuída a um ato pró-Trump.

Referências:

1. USA Today
2. Vox
3. Getty Images
4. G1
5. Aos Fatos

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.