Vídeo não mostra protesto no Texas contra política de imigração de Biden

Compartilhe

Não é verdade que um vídeo mostra um protesto no Texas contra a política de imigração do governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, como alegam publicações nas redes. O registro, na realidade, retrata um comboio de caminhoneiros que partiu da Califórnia rumo à capital do país, Washington, em fevereiro de 2022, para protestar contra medidas adotadas durante a pandemia.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 15 mil curtidas no Instagram e milhares de visualizações no TikTok até a tarde desta terça-feira (30).


Selo falso

Americanos se unem contra Biden. Milhares de pessoas e veículos tomam as estradas do Texas

Vídeo que mostra protesto contra medidas tomadas na pandemia nos EUA em 2022 circula como se fosse manifestação recente no Texas contra política de imigração de Joe Biden

Um vídeo que mostra um comboio de caminhoneiros não retrata um protesto no Texas contra a política de imigração do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, como afirmado por posts nas redes. Por meio de busca reversa, Aos Fatos verificou que o registro original mostra, na realidade, um protesto de caminhoneiros contra medidas tomadas em razão da pandemia nos Estados Unidos, como a vacinação contra a doença e uso de máscaras faciais, em fevereiro de 2022. Na época, os caminhoneiros saíram da Califórnia em direção a capital americana, Washington.

A fronteira do Texas com o México é alvo de disputa entre o estado e as autoridades federais dos Estados Unidos. Em mais um episódio recente referente à crise migratória na região, Biden vem acusando o Texas de bloquear o acesso de agentes federais a uma parte da fronteira. Já o governador texano, Greg Abbott, quer que a Justiça mude a legislação que dá controle quase total a Biden sobre a política de imigração.

Aos Fatos não encontrou protestos populares recentes de magnitude similar no Texas, que fossem contra a política de imigração do presidente Biden.

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Imigração. Em setembro, o Wall Street Journal publicou que cerca de 10 mil imigrantes entraram ilegalmente no país por meio da cidade de Eagle Pass, no Texas, o que levou o prefeito da cidade a decretar estado de emergência. A situação motivou o governador Abbott a tomar ações mais energéticas para ter o controle da fronteira.

A tensão entre autoridades federais e estaduais vem aumentando desde 10 de janeiro, quando a Guarda Nacional do Texas impediu a Patrulha de Fronteira de acessar o parque municipal Shelby, em Eagle Pass. Desde então, ao menos oito imigrantes já morreram afogados na região. Políticos democratas responsabilizam Abbott pelas mortes, uma vez que agentes federais estão impedidos de acessar a região, inclusive em situações de emergência.

Na última quinta-feira (25), governadores republicanos divulgaram uma carta aberta em apoio a Abbott. O imbróglio foi parar na Suprema Corte dos Estados Unidos, que decidiu na sexta-feira passada que o Texas deveria retirar arames farpados colocados por agentes estaduais no parque Shelby. A decisão, no entanto, tem sido ignorada por Abbott.

Compartilhe

Leia também

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

falsoServiço Secreto não desautorizou disparo em autor de atentado contra Trump

Serviço Secreto não desautorizou disparo em autor de atentado contra Trump

não é bem assimReforma tributária não taxou em 25% todas as operações de compra e venda de imóveis

Reforma tributária não taxou em 25% todas as operações de compra e venda de imóveis