Posts usam vídeo desacelerado para alegar que Lula assediou mulher e estava bêbado

Compartilhe

Não é verdade que um vídeo mostra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) bêbado e beijando uma mulher à força na frente da primeira-dama, Rosângela da Silva, como afirmam posts nas redes. As publicações que fazem essa alegação enganosa compartilham uma gravação desacelerada de um encontro do petista com apoiadores no saguão de um hotel no Recife. Na filmagem com velocidade normal, Lula, que não aparenta estar embriagado, apenas corresponde ao abraço de uma eleitora.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 70 mil visualizações no TikTok, 15 mil curtidas no Instagram e centenas de compartilhamentos no Facebook até a tarde desta quarta-feira (20). As peças de desinformação também circulam no Kwai e no WhatsApp (fale com a Fátima).


Selo falso

Vexame!!! O presidente dos petistas [Lula] completamente embriagado. Agarra e beija uma mulher na frente de todos, inclusive da canja [Janja]!!

Posts compartilham vídeo que mostra encontro de Lula com apoiadores com velocidade reduzida para fazer crer que presidente estava bêbado e assediou uma mulher

Um vídeo que mostra a chegada de Lula a um hotel no Recife tem circulado com a velocidade reduzida para fazer crer que o presidente teria sido flagrado embriagado e assediando uma mulher. Em busca nas redes, o Aos Fatos encontrou uma versão não editada da gravação, que circula no Kwai e no X (ex-Twitter) desde 7 de junho. Nela, Lula é abraçado por uma apoiadora que se esquivou da equipe de segurança. O presidente, que não mostra sinais de embriaguez, apenas corresponde ao abraço.

Em nota ao Aos Fatos, a Secom afirmou que a gravação ocorreu no hotel Atlante Plaza em 6 de junho deste ano. Fotos nas redes mostram que a recepção do estabelecimento é idêntica à mostrada no vídeo.

“O presidente não agarrou ninguém. O vídeo é claro e mostra claramente que a legenda é mentirosa. Uma apoiadora abraçou o presidente e como ela se estendeu nesse abraço a segurança conversou com ela”, afirmou a assessoria do presidente, em nota.

No dia da gravação, Lula visitou o polo automotivo Stellantis, em Goiana (PE), como consta em sua agenda oficial. As roupas usadas pelo presidente e pela primeira-dama no evento são idênticas às que aparecem no vídeo compartilhado pelas peças de desinformação.

Frames do vídeo sem alteração na velocidade mostram que Lula não assediou a mulher que aparece nas imagens, apenas correspondeu ao seu abraço
Abraço. Versão não editada do vídeo mostra que Lula apenas corresponde ao abraço de uma apoiadora (Reprodução)

Desde 2019, o Aos Fatosdesmentiu ao menos cinco publicações que reduziram a velocidade de vídeos para fazer crer que Lula teria sido flagrado embriagado. Em fevereiro, por exemplo, uma gravação editada foi compartilhada sob a alegação de que o presidente teria discursado bêbado na Bahia, o que é falso.

Referências

  1. Kwai
  2. X
  3. Google Travel
  4. Governo federal (1 e 2)
  5. Instagram
  6. Aos Fatos (1 e 2)

Compartilhe

Leia também

Um estelionato a cada 16 segundos: por que os golpes digitais crescem no Brasil

Um estelionato a cada 16 segundos: por que os golpes digitais crescem no Brasil

falsoChina não homenageou Palestina em uniforme criado para a Olimpíada de Paris

China não homenageou Palestina em uniforme criado para a Olimpíada de Paris

falsoÉ montagem foto que mostra Kamala Harris ao lado de Jeffrey Epstein

É montagem foto que mostra Kamala Harris ao lado de Jeffrey Epstein