🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

É falso que foto da praia de Ipanema lotada publicada pelo Estadão seja antiga

Por Bernardo Barbosa

1 de setembro de 2020, 12h13

Não é verdade que uma foto publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo no domingo (30), mostrando a praia de Ipanema lotada, seja antiga, como dizem posts que circulam nas redes sociais (veja aqui). A imagem foi fotografada no mesmo dia, como mostram os dados do arquivo da foto.

Os metadados — dados sobre um arquivo — mostram a data e a hora da criação daquele conteúdo. Com uma consulta a sites que revelam os metadados de fotos, é possível checar a data e o horário em que ela foi registrada: às 14h33 do dia 30 de agosto de 2020.

A peça de desinformação teve pelo menos 1.600 compartilhamentos no Facebook até a manhã de terça-feira (1º), e foi marcada com o selo FALSO na ferramenta de verificação da rede social (entenda como funciona).


FALSO

O Estado de S. Paulo publicou foto antiga da praia de Ipanema lotada como se fosse de ontem. Os cariocas foram à praia mas o jornal foi buscar no arquivo uma aglomeração muito maior (esse mar de barracas grudadas NÃO EXISTIU) p/ilustrar sua fake news viral

Não é verdade que o jornal O Estado de S. Paulo publicou uma foto antiga para dizer que havia uma aglomeração na praia de Ipanema, no Rio, no último fim de semana, ainda em meio à pandemia de Covid-19.

Ao contrário do que dizem posts que circulam no Facebook e no Twitter, a imagem foi, sim, registrada na tarde de domingo (30). É possível comprovar isso acessando os metadados da foto por meio de sites que revelam tais informações em segundos.

Os metadados são informações embutidas em diversos tipos de arquivo e que mostram, entre outras coisas, a data e o horário em que aquele determinado arquivo foi criado. No caso de fotos, os dados são gerados automaticamente pela câmera digital no formato Exif.

Assim, em tese, é possível verificar a data e o horário de qualquer imagem em formato JPEG em sites que mostram os dados Exif, como Metadata Viewer, Image Metadata Viewer ou VerExif.

O Aos Fatos fez consultas usando a foto da praia de Ipanema do Estadão nos três sites citados. Todos trazem a mesma informação sobre a data e a hora em que a imagem foi registrada: dia 30 de agosto de 2020, às 14h33.

A desinformação sobre a data da foto começou a circular na segunda-feira (31), principalmente depois que o escritor Guilherme Fiuza foi ao Twitter dizer que a imagem era antiga e que a aglomeração não tinha existido, sem nenhuma prova que sustentasse suas alegações.

O Estadão se viu obrigado a responder Fiuza, reafirmando a veracidade do conteúdo. O escritor apagou o tweet com a alegação falsa e se retratou, mas o estrago já estava feito. Prints do tweet de Fiuza continuaram circulando nas redes.

Referências:

1. O Estado de S. Paulo

2. Metadata Viewer

3. Image Metadata Viewer

4. VerExif

5. Twitter do jornal O Estado de S. Paulo

6. Twitter de Guilherme Fiuza

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.