É de 2018 vídeo que mostra gasolina vendida a menos de R$ 0,01 na Venezuela

Por Marco Faustino

17 de setembro de 2021, 18h17

Não é recente, mas de 2018, um vídeo que circula nas redes sociais em que um homem mostra que o litro da gasolina custa menos de R$ 0,01 na Venezuela (veja aqui). Hoje, o combustível é vendido por esse preço somente para cidadãos cadastrados em programas sociais, limitado a 120 litros por mês. Para aqueles que ultrapassarem essa cota, demais venezuelanos e estrangeiros, o litro da gasolina custa, oficialmente, R$ 2,62.

Publicações contendo o vídeo fora do contexto original reuniam ao menos 70.300 compartilhamentos nesta sexta-feira (17) no Facebook.


Gasolina na Venezuela 0,01 centavo

Postagens nas redes sociais veiculam como se fosse recente um vídeo gravado em 2018 (confira aqui, aqui e aqui) em que aparece Antônio Cabrero, ex-ministro da Agricultura do governo Collor, em um posto de combustível na Venezuela, mostrando que o litro da gasolina custa menos de R$ 0,01 no país.

Hoje, o combustível é vendido abaixo desse valor somente para cidadãos venezuelanos cadastrados no sistema Pátria, que concentra os benefícios sociais promovidos pelo governo venezuelano. Essa parcela da população tem um limite mensal de consumo que vai de 60 litros, para motos, a 120 litros, para automóveis. Acima disso, passa a pagar o preço cheio. Para cidadãos venezuelanos de fora do benefício e para estrangeiros, o litro da gasolina custa oficialmente R$ 2,62.

Na época em que o vídeo foi gravado, a Venezuela passou por uma reconversão monetária que eliminou cinco zeros do bolívar forte, que se transformou no bolívar soberano. Na gravação, Cabrero cita um corte de quatro zeros, que era a previsão inicial, mas foi alterada de última hora pelo presidente Nicolás Maduro. Antes da medida, a gasolina custava entre 1 (comum) e 6 bolívares (aditivada). Posteriormente, os valores passaram a ser entre 0,00001 e 0,00006 bolívares, respectivamente.

De fato, a medida gerou discrepâncias econômicas, como é mencionado por Cabrero. Um ovo chegou a custar o equivalente a 93,3 milhões de litros de gasolina.

Em junho de 2020, devido à escassez do combustível, o governo venezuelano promoveu um aumento expressivo nos valores até então cobrados. Mesmo assim, o preço continuou muito abaixo do praticado no Brasil. A gasolina comum passou a ser chamada de subsidiada e saltou de 0,00001 para 5.000 bolívares (menos de R$ 0,01 por litro, pela cotação do dia 17 de setembro), apenas para o grupo beneficiado pelos programas sociais.

Já a gasolina aditivada passou a ser chamada super premium e vendida apenas em dólares americanos, ao valor de US$ 0,50 o litro (cerca de R$ 2,62 pela cotação atual), independentemente de cadastro ou nacionalidade do comprador, e sem limite.

Aos Fatos tentou contato com Antônio Cabrero mas, até o momento, não teve retorno.

Referências:

1. YouTube
2. Facebook
3. Gospel Prime
4. Minec
5. Brasil de Fato
6. Infomoney
7. O Globo
8. TalCual
9. Cámara de Comercio Colombo Venezolana


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos do Facebook. Veja aqui como funciona a parceria.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.