Ajude a testar a FátimaGPT, nova versão da robô checadora do Aos Fatos

Compartilhe

O Aos Fatos lança nesta segunda-feira (6) a versão beta da FátimaGPT, nova versão da premiada robô checadora que usa inteligência artificial generativa para ajudar usuários a checar conteúdos duvidosos. A ferramenta está disponível no WhatsApp, no Telegram e no site do Aos Fatos.

A iniciativa é a quarta evolução da Fátima, chatbot do Aos Fatos lançado em 2019 no Twitter e vencedor do Prêmio Cláudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados. A nova versão, ainda em fase de testes, incorpora a tecnologia de LLM (sigla em inglês para Grande Modelo de Linguagem) para interpretar as perguntas dos usuários e dar respostas mais relevantes em linguagem natural.

A FátimaGPT usa um banco de dados com todas as reportagens e checagens já publicadas pelo Aos Fatos conectado ao GPT-4, modelo de inteligência artificial da OpenAI. Assim, as respostas são formuladas usando apenas o conteúdo produzido pelo Aos Fatos.

Essa estratégia minimiza a ocorrência de respostas erradas ("alucinações", no jargão da indústria de inteligência artificial) e permite atualizar as informações diariamente. Em modelos convencionais, essa atualização é demorada — a versão básica do ChatGPT, por exemplo, usa informações coletadas apenas até 2021.

“A FátimaGPT é uma evolução natural do trabalho do Aos Fatos com chatbots. Com um modelo que incorpora LLM unido à qualidade do jornalismo praticado pela nossa equipe, Fátima conseguirá responder com mais nuance e contexto assuntos complexos. Informações que estariam muitas vezes escondidas em nossa imensa base de dados serão sistematizadas para o usuário com mais facilidade e didatismo. É uma nova fase para o combate à desinformação”, diz Tai Nalon, diretora executiva do Aos Fatos.

O lançamento da FátimaGPT tem o apoio da fundação Heinrich Böll. A ferramenta vem sendo desenvolvida desde que o Aos Fatos foi selecionado para participar do programa JournalismAI, da LSE (London School of Economics and Socias Sciences). Na iniciativa, a redação colabora com os sites Newtral, da Espanha, e Núcleo Jornalismo, do Brasil, para pesquisar soluções de inteligência artificial para chatbots jornalísticos.

Nesta nova fase, o objetivo é coletar impressões dos leitores sobre a precisão e segurança do chatbot. Por se tratar de uma versão de testes, é possível que o chatbot produza respostas imprecisas ou que fique momentaneamente indisponível.

Veja abaixo como testar a FátimaGPT:

Na web

Acesse fatimagpt.aosfatos.org e faça perguntas para a robô. Se vir algum problema, clique no botão Reportar Erro.

WhatsApp

Envie "Quero testar a FátimaGPT" para a Fátima no WhatsApp

Telegram

Envie "Quero testar a FátimaGPT" para a Fátima no Telegram

Compartilhe

Leia também

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

falsoIdosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

Idosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

falsoLula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Lula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores