Vídeo de desabamento de barragem na Bahia circula como se mostrasse desmoronamento em Maceió

Compartilhe

Não é verdade que um vídeo mostra o desmoronamento de uma barragem em Maceió (AL), como afirmam publicações nas redes. As imagens compartilhadas pelas peças de desinformação foram gravadas em Ilhéus (BA) em abril, quando fortes chuvas causaram o desabamento de uma estrutura ao lado de uma encosta.

O vídeo descontextualizado acumulava, até a tarde desta quinta-feira (21), mais de 4,3 milhões de visualizações no TikTok e 450 mil visualizações no Kwai. A peça também circula no Instagram.


Selo falso

Vídeo de barragem desabando circula no TikTok com a legenda ‘Olá Maceió’

Um vídeo que mostra um desmoronamento ocorrido em Ilhéus no início deste ano tem circulado nas redes como se fosse um registro de um desabamento de casas em Maceió. A gravação original, publicada pelo G1, mostra o momento em que uma barragem de contenção de encosta cede por conta das fortes chuvas que atingiram a cidade baiana em abril deste ano.


Frame mostra vídeo de barragem desmoronando com logo do G1 e legenda ‘Contenção desaba em bairro de Ilhéus, no sul da Bahia’
Desabamento. Registro original foi gravado no bairro de Alto Socorro no final de abril de 2023 (Reprodução/G1)

O desabamento causou a destruição de uma rua e atingiu um galpão, mas ninguém ficou ferido. A Defesa Civil havia evacuado a região por conta do risco de desabamento antes de a barragem ceder.

Leia mais
Nas Redes Deslizamento na BR-101 não tem relação com colapso de mina da Braskem em Maceió
Nas Redes Foto de Bolsonaro em Maceió é de 2021 e não tem relação com colapso de mina da Braskem

Desde que foi noticiado que a mina de sal-gema da Braskem, em Maceió, corria risco iminente de colapso, passaram a circular nas redes diversos conteúdos desinformativos sobre a região. Aos Fatos desmentiu, por exemplo, que imagens de uma estrada destruída mostravam estragos causados pela mineração na capital alagoana e que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) havia visitado a região para prestar ajuda aos moradores. Parte da mina desabou no último dia 10.

Essa peça de desinformação também foi desmentida pela Reuters.

Referências

  1. G1
  2. Aos Fatos (1 e 2)
  3. Folha de S.Paulo

Compartilhe

Leia também

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’