Vídeo em que pessoas dançam com laser preso ao ânus não foi gravado em aula na UFRJ

Por Priscila Pacheco

2 de junho de 2022, 18h15

Não mostra um trabalho de estudantes de sociologia e filosofia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) um vídeo em que pessoas dançam com lanternas de laser presas no ânus, como afirmam postagens nas redes sociais (veja aqui). As cenas mostram a performance de bailarinos do Young Boy Dancing Group, de Zurique, na Suíça. Não há registros de que alunos da instituição de ensino brasileira tenham reproduzido a coreografia em aula.

As postagens enganosas contam com centenas de compartilhamentos no Facebook e no Twitter nesta quinta-feira (2). O conteúdo também tem sido disseminado no WhatsApp (fale com a Fátima).


Selo falso

Trabalho de Sociologia e Filosofia de Vida apresentado pelos alunos de Sociologia / Filosofia da UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Vídeo de grupo de dança europeu postado como se fosse de estudantes da UFRJ

É falso que um vídeo que mostra dançarinos com lanternas de laser no ânus foi gravado em um trabalho de alunos de sociologia e filosofia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). As postagens compartilham, na verdade, a gravação de uma performance do grupo de bailarinos Young Boy Dancing Group, baseado em Zurique, na Suíça.

Embora Aos Fatos não tenha encontrado o vídeo original compartilhado pelas peças de desinformação, a página oficial do grupo no Facebook tem uma postagem que mostra uma apresentação semelhante, em junho de 2017. O grupo também tem um canal no YouTube.

Em 2019, o Young Boy Dancing Group esteve no Brasil para oferecer um workshop na Casa do Povo, em São Paulo (SP). Não há indícios, no entanto, de que os dançarinos tenham feito alguma atividade com estudantes da UFRJ naquele ano ou recentemente. Também não foram encontrados registros de que alunos da universidade tenham feito alguma coreografia semelhante em aula.

Referências:

1. Young Boy Dancing Group (Fontes 1, 2 e 3)
2. Vice
3. South America
4. Casa do Povo


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.