Vídeo usa dados do TSE para mentir que valores são doações por Pix a Bolsonaro

Compartilhe

Dados da prestação de contas eleitorais de Jair Bolsonaro (PL) não têm nenhuma relação com valores recebidos pelo ex-presidente em mobilização recente de apoiadores, como fazem crer publicações que circulam nas redes. As cifras que aparecem nas postagens são, na verdade, recursos recebidos pela campanha do ex-presidente na tentativa de reeleição em 2022. Esses dados são disponibilizados no site DivulgaCand, que reúne informações detalhadas sobre todos os candidatos que pediram registro de candidatura no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 2.500 compartilhamentos no Facebook até o início da tarde desta terça-feira (27) e circula em diversas versões no TikTok.


Selo falso

Depois que o Pix do Bolsonaro foi revelado e o pessoal pedindo ajuda aí e tal, entrei aqui no site do TSE pra ver se esses números que estavam sendo mostrados eram de fato verdadeiros, né? Porque convenhamos era uma quantia bem expressiva. Se eu não me engano aí estava em torno de uns vinte e sete milhões hoje mais cedo e eu resolvi entrar aqui no site TSE pra dar uma averiguada.

Print do site Divulgacand, de prestação de contas eleitorais do TSE, que é usado para enganar sobre doações recentes enviadas por apoiadores para Jair Bolsonaro

Um vídeo que circula nas redes sociais engana ao afirmar que os valores disponíveis no site DivulgaCand, que reúne informações detalhadas sobre todos os candidatos que pediram registro junto à Justiça Eleitoral e sobre suas contas eleitorais, sejam resultado das recentes doações feitas por apoiadores ao ex-presidente.

A cifra de R$ 125.048.393,02 corresponde, na verdade, ao total líquido de recursos recebidos pelo candidato do PL na tentativa de reeleição no pleito de 2022, sendo desse montante R$ 88.155.745,15 originários de pessoas físicas.

Além disso, há um prazo regimental que define a data limite para prestação de contas eleitorais, o que também desmente a alegação de que o saldo mostrado nos vídeos teriam origem nas recentes transferências via Pix feitas pelos apoiadores de Bolsonaro.

Prestação de contas. De acordo com informações disponíveis no site do TSE, o Tribunal estabelece por meio de resolução dois prazos para a prestação de contas parciais. A primeira deve acontecer entre o final de julho e o início de agosto, e a segunda entre o final de agosto e o início de setembro.

Já a prestação de contas final deve ser feita obrigatoriamente até o trigésimo dia após o pleito para candidatos que não foram para o segundo turno. Candidatos que disputaram o segundo turno, como é o caso de Bolsonaro, tiveram o prazo de até 30 dias após a data desse pleito para realizar a prestação de contas.

Considerando os prazos determinados pela Justiça Eleitoral, seria impossível que apoiadores do ex-presidente fizessem doações que pudessem ser visualizadas no portal de divulgação de candidaturas e contas do TSE.

Faz o Pix. Apoiadores de Bolsonaro iniciaram uma campanha de arrecadação de dinheiro via Pix para o ex-presidente pagar multas de processos pelos quais responde.

Os pedidos de Pix começaram na mesma semana em que teve início o julgamento pelo TSE de uma ação do PDT que pede a inelegibilidade de Jair Bolsonaro e seu candidato a vice, Walter Braga Netto (PL), por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação durante reunião com embaixadores, em julho de 2022, quando Bolsonaro repetiu informações falsas e distorções para atacar a credibilidade do sistema eleitoral brasileiro. O discurso foi checado por Aos Fatos.

O julgamento foi suspenso no dia 22 pelo ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE, e deve ser retomado nesta terça-feira (27).

Referências

  1. TSE (1 e 2)
  2. O Estado de S. Paulo
  3. Aos Fatos (1 e 2)
  4. CNN Brasil
  5. G1

Compartilhe

Leia também

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’