Trump não disse 'Papa não fará Lula mais respeitado, mas Lula fará o papa perder o respeito'

Por Luiz Fernando Menezes

18 de fevereiro de 2020, 16h38


Não há registros públicos de que o presidente dos EUA, Donald Trump, tenha dito a frase “o Papa não fará o Lula ser mais respeitado, mas o Lula fará o papa perder o respeito”, como tem sido veiculado em uma imagem que circula nas redes sociais (veja aqui). Aos Fatos identificou a mesma declaração em post escrito por uma usuária do Facebook e publicado no dia 14 de fevereiro, um dia após o encontro do petista com Francisco, na Itália, mas a autoria ainda não pôde ser comprovada.

A falsa atribuição tem sido compartilhada principalmente no WhatsApp, onde foi enviada por leitores como sugestão de checagem (inscreva-se aqui). Não há como medir com precisão o alcance do conteúdo em razão da natureza da plataforma. Publicações que somam centenas de compartilhamentos também foram encontradas no Facebook e no Instagram e marcadas com o selo FALSO na ferramenta de monitoramento da rede social (entenda como funciona).


FALSO

Frase de Trump sobre encontro de Lula e Papa FALSO

Uma imagem que circula no Facebook, no Instagram e no WhatsApp atribuiu falsamente ao presidente dos EUA, Donald Trump, a frase “o Papa não fará o Lula ser mais respeitado, mas o Lula fará o Papa perder o respeito”. Aos Fatos não encontrou nenhuma declaração parecida nas redes sociais mais usadas pelo mandatário norte-americano, Twitter e Facebook, ou em notícias na imprensa daquele país.

Porém, frase idêntica consta em uma publicação feita no Facebook em 14 de fevereiro pela usuária Helô Berti em seu perfil pessoal. O post foi publicado um dia após o encontro de Francisco com Lula na Itália.

Na tarde desta terça-feira (18), Helô Berti fez uma nova publicação em que comemora a repercussão obtida com a mensagem anterior.

Ainda que o post de Helô Berti seja a primeira menção existente no Facebook à frase exata, Aos Fatos não conseguiu atestar que ela seria, de fato, a autora da frase. Procurada, ela não respondeu até a publicação desta checagem, na tarde desta terça.

Referências:

1. Twitter
2. Facebook