Não é verdade que ‘Time’ vai processar Bolsonaro por difundir capa falsa da revista

Compartilhe

Postagens nas redes sociais enganam ao alegar que a Time vai processar Jair Bolsonaro (PL) por “usurpação de imagem” (veja aqui). A revista norte-americana disse que não pretende entrar com ação judicial do tipo. A alegação enganosa faz referência às falsas capas com o presidente como “personalidade do ano” que circularam na internet após ele vencer uma enquete no site da revista.

O texto com a informação enganosa circula no WhatsApp e no Facebook, onde reunia ao menos centenas de compartilhamentos em postagens nesta quinta-feira (16).


Selo falso

É falso que advogados da revista Time anunciaram que vão processar o presidente Jair Bolsonaro (PL) por “usurpação de imagem” após falsas capas com o mandatário como “personalidade do ano” terem sido difundidas nas redes sociais. Ao Aos Fatos, a assessoria da publicação disse que não pretende entrar com ação judicial.

Em 7 de dezembro, a Time anunciou que, com 24% dos votos, Bolsonaro havia vencido uma enquete aberta ao público sobre quem deveria ser a “personalidade do ano''. Em seguida, montagens com a capa da revista e a foto de Bolsonaro começaram a circular nas redes sociais. É a esse material que a postagem checada faz referência ao citar o processo por “usurpação de imagem da revista”.

Apesar da enquete, o título de “personalidade do ano” é definido pelos editores da Time. Neste ano, o escolhido foi Elon Musk, empresário que investe na exploração espacial e em carros elétricos.


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Referências

  1. Time (1 e 2)
  2. AFP

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas