Lei Padre Júlio Lancelotti não proíbe instalação de cercas e grades em propriedades privadas

Compartilhe

Não é verdade que o governo federal aprovou uma lei que proíbe a instalação de estruturas de segurança como cercas elétricas ou arame farpado em propriedades particulares. O vídeo compartilhado pelas peças de desinformação faz menção à Lei Padre Júlio Lancelotti, regulamentada por decreto em dezembro deste ano, que proíbe a instalação de estruturas “hostis” apenas em espaços livres e de uso público. Não há qualquer menção no texto a propriedades privadas.

Publicações que disseminavam a gravação enganosa somavam milhares de visualizações no TikTok até a manhã desta segunda-feira (18) e também circulam no Whatsapp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance dos conteúdos (fale com a Fátima).


Selo falso

O ladrão de 9 dedos fez um decreto proibindo cerca elétrica e grade com ponta de lança e cadeado em portão !

Vídeo no Tiktok mente sobre lei Padre Júlio Lancelotti proibir cercas e grades em propriedades privadas

Em vídeo que circula nas redes, um homem não identificado engana ao afirmar que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou um decreto que proíbe a instalação de estruturas de segurança em muros de propriedades privadas. Os posts distorcem o conteúdo da lei 14.489/22, conhecida como Lei Padre Júlio Lancelotti, de autoria do senador Fabiano Contarato (PT-ES).

Promulgada em dezembro de 2022, após a derrubada do veto do então presidente Jair Bolsonaro (PL), e regulamentada por Lula por meio do decreto nº 11.819/2023 no último dia 11, a legislação alterou o Estatuto da Cidade para vedar o "o emprego de materiais, estruturas, equipamentos e técnicas construtivas hostis" em espaços livres de uso público. Não há qualquer menção no texto à proibição do uso de estruturas de segurança em propriedades particulares, como casas e empresas.

O autor do vídeo enganoso também alega que o decreto "facilita a entrada de bandidos em propriedades alheias" e faz uma falsa associação do presidente Lula a facções criminosas. O objetivo da lei, no entanto, é permitir a livre circulação da população por espaços públicos e evitar a segregação de indivíduos e grupos sociais, como pessoas em situação de rua e pessoas com deficiência.

Referências

  1. 1. Planalto (1 e 2)

Compartilhe

Leia também

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’