Vídeos não mostram tsunami no Rio de Janeiro em 31 de dezembro

Compartilhe

Não é verdade que um compilado de vídeos mostra um tsunami ocorrido no Rio de Janeiro em 31 de dezembro de 2023. As peças de desinformação afirmam que o suposto evento estaria ligado a profecias bíblicas de fim dos tempos. As imagens compartilhadas, no entanto, não mostram um fenômeno sobrenatural, mas uma ressaca ocorrida na praia de Ipanema, em novembro do ano passado, que havia sido antecipada pelas autoridades.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam ao menos 2,4 mil curtidas no Instagram até a tarde desta terça-feira (02).


Selo falso

PROFECIA SE CUMPRINDO? ACREDITA TSUNAMI NO RJ. Imagem em ângulos diferentes 31/12/2023 MISERICÓRDIA. DESPERTA TU QUE DORMES JESUS ESTÁ VOLTANDO!!!

Peças utilizam um compilado de vídeos de ressaca no mar de Ipanema em novembro de 2023 como se fossem registros de tsunami no RJ no último dia do ano. 

Publicações nas redes enganam ao afirmar que houve um tsunami no Rio de Janeiro no último dia de 2023. Por meio de busca reversa, Aos Fatos constatou que as imagens utilizadas mostram uma ressaca no mar de Ipanema em 5 de novembro de 2023.

À época, a Marinha do Brasil havia previsto ondas de até 3,5 metros de altura no litoral da cidade do Rio de Janeiro. Houve registro de três afogamentos e banhistas que presenciaram as ondas afirmaram que elas “pareciam um tsunami”.

É fato, no entanto, que o mar do Rio de Janeiro estava de ressaca nos dias 31 de dezembro de 2023 e 1º de janeiro de 2024. A Marinha do Brasil previu ondas de até 2,2 metros entre a Restinga da Marambaia, próxima ao município de Mangaratiba, e a Ilha do Cabo Frio, na região dos Lagos.

Fim dos tempos. Esta não é a primeira vez que imagens e vídeos enganosos são interpretados como sinais de profecias bíblicas do fim do mundo. Desde o início do conflito entre Israel e Hamas, Aos Fatos identificou diversas peças do tipo, como imagens editadas para alegar que foram registradas nuvens em formato de mãos em prece.

Recentemente, também foram desmentidas peças de desinformação que utilizavam vídeos da Laguna Roja, no Chile, como se fossem um registro do rio Nilo amanhecendo com as águas avermelhadas e alertando que o evento seria mais um sinal bíblico do fim do mundo.

Referências

  1. O Globo
  2. UOL
  3. YouTube
  4. 5. Aos Fatos (1, 2 e 3)

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas