É falso que Alexandre de Moraes proibiu o uso da camisa do Brasil nas eleições

Compartilhe

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Alexandre de Moraes, não proibiu que cidadãos usem a camisa do Brasil ou da seleção brasileira no domingo (2), como afirmam posts nas redes (veja aqui). Não há qualquer decisão do ministro que proíba o uso de roupas verdes ou amarelas: o eleitor é livre para se manifestar de forma individual e silenciosa por meio do uso de camisas do Brasil, de partidos políticos, coligações, candidatos ou vestimentas de qualquer cor.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam centenas de compartilhamentos no Facebook nesta sexta-feira (30).


Selo falso

O MINISTRO DO STF ALEXANDRE DE MORAIS PROIBIU OS PATRIOTAS QUE GOSTARIAM DE USAR A CAMISA DO BRASIL OU SELEÇÃO BRASILEIRA NO DIA 02/10/2022 PARA IR VOTAR

Posts difundem que o ministro do STF e presidente do TSE Alexandre de Moraes proibiu o uso de camisas do Brasil no dia da votação, o que é falso

Ao contrário do que afirmam publicações nas redes, o presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, não proibiu o uso de camisas do Brasil ou da seleção brasileira durante o primeiro turno das eleições no próximo domingo (2). Não há qualquer decisão em que o ministro tenha vetado o uso de vestimentas que remetam ao Brasil, e o TSE reiterou que o eleitor é livre para se manifestar de maneira individual e silenciosa.

Membros de entidades da sociedade civil que integram o Observatório de Transparência da Eleição pediram, na segunda-feira (26), para Alexandre de Moraes levar ao plenário da corte uma proposta para proibir o uso de camisetas da seleção brasileira por mesários, não por eleitores. Os autores da proposta teriam alegado que as camisas poderiam gerar animosidade nas seções. No dia seguinte (27), no entanto, Moraes teria dito que não vetaria o uso da camisa da seleção brasileira de futebol e, na quinta-feira (29), o TSE afirmou que mesários e eleitores podem usar roupas alusivas ao Brasil.

As peças desinformativas têm como origem uma declaração do presidente Jair Bolsonaro (PL), durante uma transmissão ao vivo na noite de quarta-feira (28), em que o mandatário questionou as regras a respeito de uma proibição do uso de camisas da seleção brasileira de futebol. “É interferência demais. Ele está com medo de quê? Nós temos um mar de verde e amarelo. Vocês estão preocupados com o mar de verde a amarelo votando? Aparecer o nome do Lula ganhando. É isso, TSE?”, indagou Bolsonaro, com base na alegação falsa.


Aos Fatos integra o Programa de Verificação de Fatos Independente da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Compartilhe

Leia também

falsoVídeo de Kamala Harris dizendo que ‘hoje é hoje’ foi alterado por IA

Vídeo de Kamala Harris dizendo que ‘hoje é hoje’ foi alterado por IA

falsoJanja não tem relação com escolha do uniforme do Brasil para a Olimpíada

Janja não tem relação com escolha do uniforme do Brasil para a Olimpíada

Maduro mente ao alegar que votação brasileira não é auditada e ignora denúncias sobre eleições venezuelanas

Maduro mente ao alegar que votação brasileira não é auditada e ignora denúncias sobre eleições venezuelanas