Vídeos sobre ‘atropelar petistas’ excluídos do TikTok tiveram 1,5 milhão de visualizações

Por Bianca Bortolon, Ethel Rudnitzki, João Barbosa e Milena Mangabeira

27 de setembro de 2022, 17h02

O TikTok excluiu nesta terça-feira (27) mais de 350 vídeos que tiravam de contexto uma imitação de um político piauiense feita por um humorista, com referência a “atropelar petistas”, para promover violência política. O áudio original é de uma apresentação do comediante João Cláudio Moreno e circulava desde o ano passado com dublagens. Antes de serem excluídas, as postagens somavam mais de 1,5 milhão de visualizações.

O Aos Fatos identificou a tendência viral e questionou a plataforma a respeito dos conteúdos na segunda-feira (26). Em resposta, a empresa excluiu todos os vídeos e o áudio — que não aparece mais na busca da biblioteca do app — e informou, em nota, que “conteúdos que ameacem ou incitem a violência não são permitidos em nossa plataforma e estes conteúdos são removidos quando identificados”.

O áudio original simula uma ligação entre uma pessoa que confessa ter atropelado um petista e um senador, que responde: “Você fez foi um bem à humanidade”. Na peça original, a situação é colocada como crítica ao ex-senador e atual prefeito de Parnaíba (PI), Mão Santa (União Brasil), que antes era aliado ao PT e em 2018 passou a se opor à legenda. O comediante, também natural do Piauí, imita a voz do político.

Nos conteúdos remixados, o contexto foi excluído e o sentido foi invertido.

A primeira postagem com o áudio no TikTok foi feita em março de 2021, publicada por um usuário cuja descrição diz “fechado com Bolsonaro 2022”. Depois dele, outros 325 usuários utilizaram o mesmo som para remixar vídeos no aplicativo. A maioria (185) dos conteúdos havia sido postada neste ano e 12 vídeos foram publicados nas últimas semanas, somando 34 mil visualizações.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.