Vídeo mostra prisão de líder armênio, não de comandante do Hamas

Compartilhe

É falso que um vídeo mostra a prisão de um líder do Hamas, grupo extremista islâmico atualmente em conflito com Israel, como alegam peças de desinformação nas redes. A gravação, na realidade, mostra Ruben Vardanyan, ex-líder armênio que comandava a região autônoma de Nagorno-Karabakh e que foi detido por forças do Azerbaijão em setembro deste ano.

Posts que compartilham as imagens acompanhadas da alegação enganosa acumulavam mais de 1 milhão de visualizações no TikTok, 340 mil visualizações no Kwai e centenas de compartilhamentos no Facebook até a tarde desta quarta-feira (18).


Selo falso

Um dos líderes do Hamas foi capturado!

Vídeo de prisão de líder armênio circula com legenda que diz: um dos líderes do Hamas foi capturado!

Um vídeo que mostra o líder armênio Ruben Vardanyan sendo escoltado por militares tem circulado nas redes como se fosse um registro da prisão de um dos comandantes do Hamas. As imagens originais foram gravadas em setembro deste ano (veja abaixo), no momento em que Vardanyan foi detido por oficiais do Azerbaijão para aguardar julgamento.

Vardanyan foi ministro de Estado de Nagorno-Karabakh (também chamada de República de Artsakh), região que era alvo de disputa entre o Azerbaijão e o governo autônomo armênio que comandava o território. Após décadas de conflito, forças azeris fizeram uma ofensiva relâmpago em setembro deste ano que expulsou até 60% da população que vivia no local e forçou a dissolução do governo autônomo. Estima-se que ao menos dezenas de pessoas morreram durante a ação.

Vardanyan foi preso no último dia 27 de setembro e levado a Baku, capital do Azerbaijão. O Judiciário local acusa o ex-líder de Nagorno-Karabakh de financiar o terrorismo e criar uma organização armada ilegal. Caso condenado, ele pode ser preso por até 14 anos.

Leia mais
BIPE Políticos usam conflito entre Israel e Hamas para desinformar e alimentar polarização no Brasil

É fato, no entanto, que Israel afirma já ter matado sete comandantes do Hamas. Um deles, inclusive, era Ayman Nofal, chefe das Brigadas Al Qassam, braço armado do grupo extremista.

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas