Vídeo mostra vítimas de atropelamento nos EUA, não opositores de Maduro mortos na Venezuela

Compartilhe

Não é verdade que um vídeo que mostra homens mortos e feridos caídos em uma calçada tenha sido registrado na Venezuela, como afirmam publicações nas redes. As peças de desinformação usam uma gravação feita em maio deste ano em Brownsville, nos Estados Unidos, após um atropelamento que matou oito pessoas e feriu mais dez. A maioria das vítimas eram imigrantes.

As peças de desinformação, que têm sido usadas para acusar o ditador venezuelano Nicolás Maduro de assassinar opositores, acumulavam centenas de compartilhamentos no Twitter até a tarde desta quinta-feira (20). O conteúdo também circula no Telegram e no WhatsApp, plataforma em que não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Maduro mandando passar com carro de combate (tanque de guerra) por cima das pessoas, que SÃO CONTRA o regime.

Print do vídeo que mostra homens caídos na calçada é acompanhado da legenda: “Na Venezuela Maduro mandando matar”

Um vídeo que mostra vítimas de um atropelamento tem sido compartilhado nas redes como se fosse o registro de venezuelanos atacados por tanques de guerra a mando do ditador Nicolás Maduro. Indícios presentes nas imagens, no entanto, apontam que a gravação ocorreu nos Estados Unidos: há, por exemplo, um cartaz de campanha do candidato Jesus Rosas para o cargo de xerife do condado de Cameron, no Texas, para as eleições de 2024 (veja abaixo).

A comparação é formada por duas imagens: acima, um print do vídeo que mostra ao fundo um cartaz da campanha de Jesus Rosas Jr. para xerife do condado Cameron, no Texas; abaixo, o cartaz oficial da campanha
Campanha. Cartaz escrito em inglês mostra propaganda eleitoral para o cargo de xerife do condado de Cameron, no Texas (Reprodução)

O Aos Fatos identificou que o vídeo mostra as vítimas de um caso ocorrido em Brownsville, cidade texana localizada na fronteira com o México, em maio deste ano. Na ocasião, um motorista de uma SUV desrespeitou o sinal vermelho e atropelou em um ponto de ônibus um grupo composto em sua maioria por imigrantes venezuelanos antes de tentar fugir do local. Oito pessoas morreram e dez ficaram feridas.

Exames posteriores atestaram que o motorista, chamado George Alvarez, estava sob efeito de drogas. Ele alega ter perdido o controle do veículo, mas a polícia não descarta a hipótese de que o crime tenha sido intencional.

Compartilhe

Leia também

falsoVídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

Vídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral