Vídeo de 2020 em que imigrante confronta Bolsonaro circula como se fosse registro de posse de Milei na Argentina

Por Marco Faustino

11 de dezembro de 2023, 17h01

Não é verdade que um vídeo mostra um repórter argentino explicando ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) que ele não poderia aparecer em foto oficial com o presidente argentino Javier Milei por não ocupar mais a função de chefe de Estado. O registro que circula nas redes foi gravado em Brasília em 2020 e mostra um imigrante haitiano confrontando o então mandatário brasileiro. Relatos na imprensa, no entanto, dão conta de que Bolsonaro de fato foi impedido de aparecer em foto oficial durante a posse de Milei no último domingo (10).

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 21 mil curtidas no Instagram até a tarde desta segunda-feira (11). As peças de desinformação circulam também no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance dos conteúdos (fale com a Fátima).


Selo falso

Bolsonaro foi expulso da foto oficial com o atual presidente da Argentina por não exercer mais nenhum cargo político. Deu chilique e diz não ter entendido. Repórter argentino fez questão de explicar: você não é mais presidente

Posts compartilham vídeo de 2020 em que haitiano critica Bolsonaro como se fosse um registro da posse do presidente argentino Javier Milei no dia 10 de dezembro

Um vídeo gravado em março de 2020 que mostra um imigrante haitiano criticando Bolsonaro tem circulado nas redes como se fosse recente e registrasse um diálogo entre o ex-presidente brasileiro e um repórter argentino durante a posse de Javier Milei no último domingo (10). De acordo com as peças de desinformação, o jornalista estaria explicando a Bolsonaro que ele teria sido impedido de aparecer em foto oficial com Milei porque não ocupava mais o cargo de chefe do Executivo.

No vídeo, gravado em frente ao Palácio do Alvorada, o homem critica Bolsonaro por ter comparecido a manifestações durante o surto de Covid-19. “Você não é presidente mais. Precisa desistir. Você está espalhando o vírus e vai matar os brasileiros!”, disse ele na ocasião.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, Bolsonaro foi barrado por líderes sul-americanos ao tentar aparecer em uma foto oficial durante a cerimônia de posse de Milei. No X (ex-Twitter), o ex-chefe da Secom (Secretaria de Comunicação Social), Fabio Wajngarten, negou que a situação tenha ocorrido. Apesar de não ter aparecido no registro oficial, o ex-presidente brasileiro tirou fotos com o argentino e se sentou no palco ao lado de outros líderes durante seu discurso de posse.

Referências:

1. O Globo
2. Folha de S. Paulo (Fontes 1 e 2)
3. O Estado de S. Paulo

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.