🕐 Esta reportagem foi publicada há mais de seis meses

Para favorecer desempenho de Lula, página omite que pesquisa foi feita só em MG

Por Bernardo Moura

25 de julho de 2018, 16h20

O site Plantão Brasil distorceu uma Pesquisa aponta Lula com mais de 40 pontos e vitória no primeiro turno”, publicada nesta segunda-feira (23). Ao contrário do que sugere, o resultado mencionado pela página diz respeito a um levantamento feito somente no estado de Minas Gerais, e não no Brasil todo — informação relevante que não consta no texto.

O conteúdo foi denunciado como notícia potencialmente falsa por usuários do Facebook (entenda como funciona) e Aos Fatos o classificou com o selo DISTORCIDO, empregado quando o material apresenta informações factualmente corretas, mas distorcidas ao ponto de confundir o leitor incauto.

Até a tarde desta quarta-feira (25), a postagem havia sido replicada em ao menos sete páginas do Facebook: Plantão Brasil, Verdade Sem Manipulação, Thiago dos Reis, Eu Odeio a Globo, EU APOIO DILMA, Brasil pra Frente e Pig Golpista. Juntas, as publicações já somam 2.675 compartilhamentos, segundo busca feita pela ferramenta Crowdtangle.

Abaixo, em detalhes, o que verificamos.


DISTORCIDO

Pesquisa aponta Lula com mais de 40 pontos e vitória no primeiro turno

No último domingo (22), a jornalista Raquel Faria publicou, em sua coluna no jornal mineiro O Tempo, quatro notas onde apresenta resultados de uma pesquisa eleitoral feita pelo Instituto Doxa que aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como líder nas intenções de voto em Minas Gerais. Intitulada “Assombroso”, a primeira nota detalha que o petista “chega a 41% contra 31% dos outros somados; sua preferência é quase três vezes a do 2º colocado, Bolsonaro, que tem 15%. Marina e todos os outros aparecem na faixa de 6% a 1%: viraram nanicos”. Confirmada nas urnas, a performance levaria Lula à vitória em primeiro turno naquele estado, de acordo com a jornalista.

Para fazer crer que a pesquisa reflete o desempenho eleitoral do ex-presidente não só em Minas Gerais, mas em todo o Brasil, o site Plantão Brasil omitiu a informação que a pesquisa foi realizada apenas com eleitores mineiros. Quem acessa a postagem, feita nesta segunda-feira (23), encontra informações corretas, inclusive com a fonte de onde foram extraídas, a coluna do jornal O Tempo, mas não vê qualquer menção à abrangência do levantamento.

A pesquisa do Instituto Doxa foi realizada entre os dias 5 e 8 de julho com 2.500 pessoas de diferentes partes de Minas Gerais por meio de entrevistas presenciais em que foi aplicado questionário via tablet. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o código MG-08013/2018. Aos Fatos não conseguiu ter acesso à íntegra da pesquisa.

O Instituto Doxa foi fundado em 1996 e está sediado em Belo Horizonte. A empresa é especializada em pesquisas de mercado e opinião para empresas, órgãos públicos, partidos políticos e campanhas eleitorais, como informa em seu site.

Preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba desde 7 de abril, o ex-presidente Lula tem liderado todas as pesquisas de intenção de voto em que seu nome é apresentado. Entretanto, ainda que o PT o apresente como seu pré-candidato à Presidência da República este ano, é incerto se ele poderá concorrer ou se ficará inelegível. O petista foi condenado pela Justiça a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá. A defesa do ex-presidente alega que a condenação foi feita sem provas.

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.