Padre Fábio de Melo não publicou mensagem com comentários contra LGBTs e a favor de Bolsonaro

Compartilhe

Não é de autoria do padre Fábio de Melo um texto que circula nas redes sociais com críticas à comunidade LGBT, classificada na mensagem como “doença mental, esquizofrenia social”.

O texto, na verdade, é reciclagem de um boato do ano passado. A postagem de agora foi editada com pequenas mensagens, como “Resumiu tudo!”, “Não ao PT”, “#familiasim” e “#elesim17”, sugerindo que a “doença mental" e a "esquizofrenia social” seriam de um partido.

A imagem com a postagem falsa foi enviada por leitores do Aos Fatos no WhatsApp como uma sugestão de checagem (saiba mais). Para participar, adicione o número (21) 99747-2441 na sua lista de contatos e envie uma mensagem com o seu nome.


FALSO

Vivemos numa época onde querem que os padres se casem e que os casados se divorciem. Querem que os héteros tenham relacionamentos líquidos sem compromisso, mas que os gays se casem na Igreja...

Não é verdade que o padre Fábio de Melo publicou um texto no Facebook no qual ele se posiciona contra assuntos que seriam “contrários” à família e à religião, como cirurgias de mudança de sexo, casamentos de gays em igrejas e “urinar em cima de crucifixos”.

O próprio padre já desmentiu o boato em seu Twitter oficial, dizendo que tudo o que ele escreve é postado no Twitter ou no Instagram e que “há muitas páginas usando meu nome”.

Esta é ao menos a segunda vez que Fábio de Melo desmentiu esse boato. Quando ele apareceu pela primeira vez, em 2017, o padre negou a autoria do texto, que já tinha sido compartilhados mais de 10 mil vezes.

Mesmo já tendo sido desmentida, a postagem traz características que já denunciavam sua falsidade: 1. o perfil utilizado não é o oficial (o perfil verdadeiro e verificado é “Padre Fábio de Melo”, em vez de “Pe. Fábio de Melo”); 2. a foto da postagem falsa não é encontrada com o histórico de imagens do perfil do padre; 3. o texto possui erros de português como a crase na frase “ser à favor da família”.

O padre Fábio de Melo já foi alvo de outro boato. Foi atribuído a ele a gravação de um áudio de 17 minutos sobre Bolsonaro. A história, entretanto, foi derrubada tanto pelo religioso, mais uma vez em seu perfil oficial no Twitter, quanto pelos sites Boatos.org e G1. A voz no áudio, na verdade, era de um apóstolo da igreja evangélica Bola de Neve. O mesmo áudio, anteriormente, também tinha sido atribuído ao padre Marcelo Rossi, que desmentiu o boato com um vídeo. Aos Fatos fez essa checagem.

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas