Lewandowski não disse que Comando Vermelho está ajudando o governo na busca por fugitivos

Compartilhe

É falso que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, afirmou em entrevista que o governo estaria recebendo ajuda e informações de membros da facção criminosa Comando Vermelho, em meio às investigações sobre a fuga de dois presos da Penitenciária Federal de Mossoró (RN). Na verdade, o ministro disse que a polícia interceptou conversas que mostram que a facção auxiliou na fuga.

As publicações enganosas acumulavam ao menos 21 mil curtidas no Instagram e centenas de compartilhamentos no Facebook até a tarde desta sexta-feira (15). As peças de desinformação circulam também no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance dos conteúdos (fale com a Fátima).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Selo falso

Repórter afirma que a Facção Comando Vermelho ‘ajuda’ com informações na busca de criminosos que fugiram de presídio de segurança máxima em Mossoró. Segundo ela, a informação teria sido confirmada pelo atual Ministro.

Fala de repórter do TCM Notícias circula como se fosse uma informação verídica

Não é verdade que o ministro Ricardo Lewandowski disse, em entrevista à imprensa na última quarta-feira (13), que o Ministério da Justiça e Segurança Pública estaria recebendo informações do Comando Vermelho em meio à busca dos dois criminosos que fugiram de um presídio federal. O boato tem origem na interpretação incorreta da fala do ministro por parte de uma repórter do canal TCM Notícias que, mais tarde, corrigiu a informação e pediu desculpas pelo erro.

Durante a entrevista (cuja íntegra pode ser conferida aqui), um dos jornalistas presentes questiona se a polícia conseguiu interceptar conversas de membros da facção criminosa que indicariam que a facção poderia ter ajudado na fuga dos dois presidiários. Lewandowski, então, responde:

“Olha, você tocou num assunto que me parece da mais alta importância. Um dos bônus, um dos dividendos dessa operação foi justamente identificar elementos dessa organização criminosa que está colaborando. Alguns, inclusive, em outros estados (...). Quer dizer, isto é fruto da colaboração não só de agentes da Polícia Federal de outros estados, mas também das Forças de Segurança.”

O ministro, portanto, não disse que membros do Comando Vermelho estariam auxiliando na investigação, mas que integrantes da facção teriam colaborado na fuga dos presos.

Leia mais
BIPE Bolsonaristas usam visita de Dino a favela e ação da PF contra PCC para ligar Lula ao crime
Investigamos Como o bolsonarismo associou Lula ao PCC na véspera da eleição

Confusão. Ao noticiar o que ocorreu na entrevista, uma repórter do TCM Notícias fez uma interpretação incorreta da fala de Lewandowski: “Além da ajuda da Polícia Penal, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Federal, o ministro falou que eles também estão recebendo informações do Comando Vermelho, que seria a facção que os dois fugitivos tinham ligação. Então, o Comando Vermelho também estaria ajudando o ministro, as forças de segurança a tentar recapturar os dois foragidos”.

O canal, no entanto, reconheceu o erro e gravou uma retratação um dia depois: “Eu acabei me equivocando, eu disse aqui no TCM Notícias que o ministério da Justiça estaria recebendo informações do Comando Vermelho. Essa informação está errada. Por isso, eu estou chegando aqui para pedir desculpas”, afirmou a repórter que noticiou inicialmente a informação equivocada.

A fuga de Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento da penitenciária de segurança máxima de Mossoró ocorreu no dia 14 de fevereiro. A busca pelos fugitivos já mobilizou mais de 600 agentes e os policiais acreditam que os dois ainda estejam na região.

Compartilhe

Leia também

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

falsoVídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

Vídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans