Foto de homens sorrindo ao saquear loja não foi registrada durante protestos recentes nos EUA

Por Luiz Fernando Menezes

4 de junho de 2020, 15h48


Uma foto de um grupo de homens sorrindo após saquear uma loja não foi registrada durante um dos recentes protestos desencadeados por causa do assassinato de George Floyd nos EUA, como afirmam publicações nas redes sociais (veja aqui). A imagem, na verdade, foi tirada há cinco anos, durante uma manifestação realizada após outro homem negro ter sido morto sob custódia policial em Baltimore, no estado de Maryland, em 2015.

No Facebook, a peça de desinformação foi publicada por perfis pessoais que questionam a comoção dos manifestantes com o assassinato de Floyd, que foi asfixiado por um policial branco em Minneapolis no dia 25 de maio. Até a tarde desta quinta-feira (4), publicações do tipo somavam ao menos 4.000 compartilhamentos. Todas elas foram marcadas com o selo DISTORCIDO na ferramenta de verificação da plataforma (saiba como funciona).


DISTORCIDO

Publicações que circulam nas redes sociais compartilham como se fosse recente uma fotografia que mostra um grupo de homens sorrindo ao saquear uma loja nos EUA. Segundo a peça de desinformação, o roubo teria ocorrido durante um dos últimos protestos ocorridos nos EUA em decorrência do assassinato de George Floyd pela polícia no dia 25 de maio. No entanto, conforme pode ser verificado em busca reversa pela imagem, a foto foi registrada em abril de 2015, durante um protesto em Baltimore.

Tirada por Jerry Jackson, do The Baltimore Sun, a fotografia mostra o momento em que pessoas saqueiam uma loja da CVC, rede farmacêutica americana. Naquele dia, a cidade foi palco de diversos protestos ocorridos devido à morte de um jovem negro chamado Freddie Gray, que estava sob custódia policial.

Os protestos deixaram pelo menos 20 policiais feridos e resultaram na prisão de cerca de 30 pessoas. O governador de Maryland, Larry Hogan, na época, chegou a declarar estado de emergência e ameaçou convocar a Guarda Nacional para lidar com os manifestantes, o que acabou não ocorrendo.

Protestos recentes. Esta quinta-feira (4) marca o 10º dia de protestos nos EUA pelo assassinato de George Floyd por um policial branco. A morte foi filmada e publicada nas redes sociais e gerou uma onda de manifestações contra o racismo e a violência policial perpetrada contra a população negra no país.

De fato, durante os protestos, houve relatos de saques feitos por manifestantes em lojas em algumas cidades americanas. Grande parte das manifestações, no entanto, ocorreu de forma pacífica, com marchas, vigílias e entregas de rosas.

O irmão de Floyd, Terrence Floyd, em discurso na fachada de uma loja loja que acabou virando um memorial do assassinato, chegou a pedir que os manifestantes violentos repensassem suas ações: “Em todos os casos de brutalidade policial, a mesma coisa vem acontecendo. Você fazes protestos, vocês destroem coisas (...) então eles querem que nós nos destruamos. Vamos fazer isso de outra maneira”.

Referências:

1. TinEye
2. The Baltimore Sun
3. El País Brasil
4. CNN
5. BBC
6. Folha de S.Paulo
7. The New York Times (Fontes 1 e 2)
8. The Guardian
9. Time