Viral faz comparação incorreta entre gastos de Bolsonaro e Lula com cartão corporativo

Por Luiz Fernando Menezes

29 de novembro de 2023, 15h49

Um vídeo viral desinforma ao usar dados de fontes não oficiais e desatualizadas para comparar gastos no cartão corporativo da Presidência nos governos de Jair Bolsonaro (PL) e Lula (PT). A peça afirma que o ex-presidente gastou R$ 5 milhões em quatro anos de mandato, mas o valor se refere apenas a 2022 e foi recalculado após a divulgação de dados mais completos. Entre 2019 e 2022, sob Bolsonaro, a Secretaria de Administração da Presidência registrou R$ 42 milhões em gastos do cartão. Nos primeiros 11 meses de Lula, o gasto foi de R$ 11,3 milhões e, no mesmo período de Bolsonaro, R$ 6,3 milhões.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam mais de 32 mil compartilhamentos no Facebook e 850 mil visualizações no TikTok até a tarde desta quarta-feira (29).


Selo falso

Cartão corporativo. Lula 10 meses: R$ 14.800.000,00. Bolsonaro 4 anos: R$ 5.034.088,58.

Vídeo no TikTok apresenta fotos de Lula e Bolsonaro com cifras que supostamente representam os gastos no cartão corporativo

Não é verdade que o ex-presidente Jair Bolsonaro gastou R$ 5 milhões no cartão corporativo em seus quatro anos de governo enquanto Lula, em 10 meses, registrou gastos de R$ 14,8 milhões. As peças usam dados retirados da imprensa, mas que não são comparáveis:

  • A cifra referente a Lula foi publicada pela Veja no dia 18 de novembro e, segundo a revista, que não cita a fonte primária do dado, diz respeito ao valor gasto desde o primeiro dia de governo até aquela data;
  • Já o valor atribuído a Bolsonaro foi retirado de uma reportagem do R7 publicada em janeiro de 2023, mas que representa apenas o gasto da Presidência da República em 2022 e foi posteriormente recalculado.

A própria reportagem do R7, que usa como fonte a planilha divulgada em janeiro de 2023 pela Fiquem Sabendo (organização que atua pela divulgação de informações públicas) e corrige os números pela inflação daquele momento, já desmente as peças de desinformação: no total, Bolsonaro teria gasto R$ 30,8 milhões de reais — R$ 6,6 milhões em 2019, R$ 8,6 milhões em 2020, R$ 10,5 milhões em 2021 e R$ 5 milhões em 2022.

Vale ressaltar, no entanto, que os dados divulgados pela organização em janeiro foram repassados pela gestão Bolsonaro. Em junho, a Fiquem Sabendo publicou uma tabela atualizada, elaborada pelo atual governo, com valores maiores. De acordo com esse novo levantamento, Bolsonaro gastou R$ 41,2 milhões em seus quatro anos.

Leia mais
Nas Redes Não há provas de que Bolsonaro comprou brinquedo erótico com cartão corporativo

Esses dados são próximos aos que constam no Portal da Transparência do governo federal. De acordo com essa base, quando considerada a despesa da Secretaria de Administração da Presidência da República, Bolsonaro registrou R$ 42 milhões em gastos do CPGF (Cartão de Pagamento do Governo Federal), e Lula gastou R$ 11,3 milhões nos 11 primeiros meses de governo. Nos primeiros 11 meses de Bolsonaro, as faturas somaram R$ 6,3 milhões.

Se levarmos em consideração o gasto total da Presidência — incluindo, portanto, a Abin (Agência Brasileira de Inteligência) e o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) —, Bolsonaro gastou R$ 78 milhões no seu mandato, e Lula, R$ 22 milhões em 2023.

Segundo a Fiquem Sabendo, a diferença entre os seus dados e os apresentados pelo Portal da Transparência é a fonte: enquanto a organização usa números que levam em consideração o valor das operações, o portal apresenta valores de transações realizadas pelo CPGF, sem considerar devoluções.

Essa peça de desinformação também foi checada pelo UOL Confere e pela AFP Checamos.

Referências:

1. Veja
2. R7
3. Fiquem Sabendo (1 e 2)
4. Portal da Transparência (1, 2, 3, 4 e 5)

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.