É falso que representante da Otan fez ameaça ao Brasil após Cúpula dos Brics

Compartilhe

Não é verdade que a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e fez uma ameaça ao Brasil após a 15ª Cúpula do Brics, como afirmam publicações nas redes. As peças de desinformação utilizam uma postagem feita pelo economista austríaco Günther Fehlinger alegando que ele seria representante da aliança militar, o que não é verdade. Além disso, não há registro de posicionamento oficial da Otan sobre o ingresso de novos países membros ao Brics.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 220 mil visualizações no TikTok e centenas de compartilhamentos no Facebook e Instagram até a tarde desta segunda-feira (28). As peças também circulam no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance (fale com a Fátima).


Selo falso

Presidente do Comitê Europeu da Otan faz ameaça separatista ao Brasil

Postagens afirmam que representante da Otan criticou Lula e fez ameaça separatista ao Brasil por conta de novas adesões ao Brics; o homem em questão não faz parte da organização.

Publicações nas redes enganam ao afirmar que um representante da Otan chamou Lula de “socialista corrupto” e ameaçou desmantelar o Brasil após a 15ª Cúpula do Brics, bloco atualmente formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. As peças utilizam uma postagem feita pelo economista austríaco Günther Fehlinger, na qual ele faz um chamamento separatista ao Brasil, e alegam que ele seria “presidente do Comitê Europeu da Otan”. Entretanto, o economista não é representante da organização, e sim de um grupo que busca a inclusão de alguns países na Otan, como a Ucrânia e a Áustria.

No X (ex-Twitter) e no LinkedIn, Fehlinger se define como “presidente do Comitê Europeu pela Ampliação da Otan”, e não como presidente de um comitê próprio da aliança militar. Atualmente, o austríaco busca apoio a uma petição, ainda em fase inicial, em favor da adesão da Áustria à organização.

Realizada em Joanesburgo, na África do Sul, a Cúpula dos Brics decidiu na última quinta-feira (24) pela inclusão de seis novos membros: Argentina, Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes, Etiópia e Irã. Crítico da atuação da Rússia na guerra contra a Ucrânia e também do governo chinês, Fehlinger acumula postagens ameaçando desmantelar países que se alinham ao Brics, inclusive os novos membros do bloco.

Postagens feitas pelo economista austríaco Günther Fehlinger, nas quais ele faz ameaças separatistas a Etiópia e Arábia Saudista em retaliação à adesão dos países ao bloco Brics.
Ameaças. Em seu perfil no X, Fehlinger faz chamamentos separatistas a países que ingressaram no Brics, como Etiópia e Arábia Saudita.

Esta peça de desinformação também foi checada pelo Boatos.org.

Compartilhe

Leia também

Por um uso ético da IA no jornalismo

Por um uso ético da IA no jornalismo

falsoBolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

Bolsonaro não admitiu em áudio participação de Flávio em ‘rachadinha’

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas