É falso que Lula cortou 8 milhões de cadastros do Bolsa Família e gastou mais de R$ 1 bilhão em viagens

Compartilhe

Não é verdade que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) cortou 8 milhões de beneficiários do Bolsa Família e gastou R$ 1 bilhão em viagens internacionais em 2023, como alegam publicações nas redes sociais. O corte no Bolsa Família este ano foi de 500 mil beneficiários, e o valor gasto em viagens internacionais no âmbito da Presidência da República até a presente data é de cerca de R$ 31 milhões.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 60 mil compartilhamentos no Facebook até a tarde desta quarta-feira (13).


Selo falso

Lula cortou mais de 8 milhões [de beneficiários] do Bolsa Família e gastou R$ 1 bilhão em passeios pelo mundo

Posts enganam ao dizer que Lula cortou 8 milhões de benefícios do Bolsa Família e gastou mais de R$ 1 bilhão em viagens em 2023, o que não procede

Posts enganam ao alegar que Lula cortou 8 milhões de beneficiários do Bolsa Família e gastou R$ 1 bilhão em viagens internacionais, o que é falso. Na verdade, houve uma redução de 500 mil beneficiários do programa entre dezembro de 2022 e novembro de 2023, como apurado pelo Aos Fatos. Já a cifra de R$ 1 bilhão é referente ao montante total gasto em viagens pelo governo federal até novembro. Os gastos com viagens internacionais no âmbito da Presidência da República são menores e somam R$ 31 milhões este ano.

Assim que o programa Bolsa Família foi relançado, o governo federal promoveu uma atualização do CadÚnico — que, segundo a atual gestão do MDS (Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome), estava com inúmeros problemas e irregularidades ao final da gestão de Jair Bolsonaro (PL).

A principal crítica à gestão do CadÚnico feita no governo Bolsonaro diz respeito à inclusão de famílias unipessoais, ou seja, compostas por apenas uma pessoa. Durante a Presidência anterior, houve um aumento expressivo no cadastro de famílias unipessoais, indício de que pessoas que compunham uma mesma família fizeram dois ou mais cadastros a fim de receber mais benefícios.

A atual gestão começou, então, a atualizar e regularizar registros do CadÚnico, o que resultou na exclusão de beneficiários. Em agosto, o MDS editou uma portaria com novas regras para a inclusão de famílias unipessoais no CadÚnico, que passaram a valer em setembro. A retirada de algumas famílias se somou com confusões e problemas no cadastramento, como filas, sistemas fora do ar e bloqueios indevidos de beneficiários sem irregularidades.

Em dezembro de 2022, o Auxílio Brasil foi entregue a 21,6 milhões de famílias. Em novembro de 2023, último dado disponível, 21,1 milhões de famílias receberam o Bolsa Família — ou seja, 500 mil beneficiários a menos.

Já o valor de R$ 1 bilhão de reais gasto com viagens citado nas peças de desinformação é uma distorção do que foi publicado em novembro pela Veja. Na época, a revista divulgou que o governo já havia gasto cerca de R$ 1 bilhão de reais em despesas de viagens, o que incluía despesas com viagens de servidores públicos federais dentro do Brasil. Somente as despesas totais com viagens internacionais somavam R$ 164 milhões.

Dados atualizados no Portal da Transparência até a presente data seguem inferiores aos citados pelas peças checadas.

  • Até o momento, o governo federal gastou cerca de R$ 1,6 bilhão em passagens e diárias para mais de 770 mil viagens dentro e fora do Brasil;
  • Dentro desse universo, os gastos totais com viagens internacionais representam R$ 252 milhões — cerca de 20 mil deslocamentos (2,57% do total de viagens);
  • Somente no âmbito da Presidência da República, o gasto com diárias e passagens é de R$ 31,2 milhões — cerca de 1,95% do total geral despendido em viagens pelo governo federal.

Referências

  1. Folha de S. Paulo (1 e 2)
  2. UOL
  3. Governo Federal (1, 2 e 3)
  4. Revista Veja
  5. Portal da Transparência (1 e 2)

Compartilhe

Leia também

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Pré-candidato, Marçal oferece prêmio a seguidores e especialistas veem infração eleitoral

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’