É falso que ponte rodoferroviária entre SP e MS foi construída no governo Bolsonaro

Compartilhe

Não é verdade que a ponte rodoferroviária Rollemberg-Vuolo, que liga os estados de Mato Grosso do Sul e São Paulo, tenha sido construída durante o governo de Jair Bolsonaro (PL) e inaugurada por ele, como afirmam publicações nas redes. Na realidade, a construção foi inaugurada em 1998, e o então presidente, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), participou do ato.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam centenas de compartilhamentos e curtidas no Facebook e no Instagram, respectivamente, até a tarde desta terça-feira (6). As peças enganosas circulam também no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance dos conteúdos (fale com a Fátima).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Selo falso

UMA PONTE QUE QUASE NINGUÉM SABE DA SUA EXISTÊNCIA. PQ A MÍDIA ESCONDEU TODAS OBRAS DA GESTÃO DE BOLSONARO! UMA DAS GRANDES OBRAS DE ENGENHARIA DO GOVERNO BOLSONARO E TARCÍSIO.*DIVULGUE, POIS A MÍDIA COMUNISTA NÃO O FAZ.*

Diferentemente do que afirmam publicações nas redes sociais, a ponte rodoferroviária Rollemberg-Vuolo não foi inaugurada pelo ex-presidente Bolsonaro, e sim por FHC, em 1998

A ponte rodoferroviária Rollemberg-Vuolo, que liga os municípios de Rubinéia (SP) e Aparecida do Taboado (MS), foi inaugurada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em 29 de maio de 1998, e não pelo ex-presidente Bolsonaro, como afirmam posts nas redes.

O contrato de concessão para a construção e operação da ponte rodoferroviária foi assinado em 1989 com a empresa Ferronorte S/A, sendo que as obras começaram somente em 1991. Com 3,7 km de extensão, a estrutura é a maior ponte fluvial brasileira.

Em 2002, a ponte foi batizada com o nome Rollemberg-Vuolo devido a uma lei aprovada pelo Congresso para homenagear o ex-senador Vicente Vuolo e o ex-deputado federal Roberto Rollemberg pelos esforços em prol da ponte.

Atualmente, os serviços de manutenção e segurança nas estruturas da ponte são de responsabilidade da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres. Já os serviços relativos à parte ferroviária são mantidos pela empresa Rumo, em regime de concessão.

Esta peça de desinformação também foi checada por Lupa, Reuters e UOL Confere.

Leia mais
Nas Redes Ponte sobre rio das Mortes que aparece em vídeo não é obra do governo Bolsonaro
Nas Redes Ponte sobre rio em MT não é obra do governo Bolsonaro

Compartilhe

Leia também

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

Ações clandestinas da ‘Abin paralela’ realçam violências reais

falsoIdosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

Idosa foi presa por tráfico, não por participar dos atos golpistas do 8 de Janeiro

falsoLula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores

Lula devolveu 423 presentes recebidos durante mandatos anteriores