É falso que Bolsonaro e Nikolas Ferreira pediram doações para ato em SP

Compartilhe

Não é verdade que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e o deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) estejam pedindo doações para um ato político programado para o dia 25 de fevereiro em São Paulo. Trata-se de um golpe. As peças de desinformação compartilham vídeos falsificados para fazer crer que os políticos estão divulgando um site para receber dinheiro como forma de custear a organização do evento.

Publicações com o conteúdo enganoso acumulavam 2.000 compartilhamentos no Facebook e 3.000 curtidas no Instagram nesta segunda-feira (19).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Selo falso

Presidente [Jair Bolsonaro] convoca manifestantes e pede colaboração [financeira] para evento em 25 de fevereiro

Posts difundem vídeos falsificados de convocação de Bolsonaro para ato político na Avenida Paulista para fazer crer que ex-presidente pediu ajuda financeira para custear o evento, o que é falso.

Posts nas redes enganam ao difundir vídeos editados para fazer crer que o ex-presidente Jair Bolsonaro e o deputado Nikolas Ferreira têm divulgado um site para receber contribuições financeiras, e custear um ato político programado para o dia 25 de fevereiro na avenida Paulista, em São Paulo. Trata-se de um golpe. Até o momento não foi criado qualquer site oficial do evento e, nas gravações originais, Ferreira e Bolsonaro não fazem qualquer pedido para o envio de doações para atos políticos.

  • No vídeo original publicado em 12 de fevereiro no X (ex-Twitter), Bolsonaro convoca apoiadores a comparecerem à Paulista no último domingo de fevereiro para um ato pacífico em defesa do Estado Democrático de Direito. Bolsonaro também pede que sejam utilizadas roupas nas cores verde e amarela;
  • Já na gravação difundida pelas peças checadas, uma voz semelhante à de Bolsonaro foi inserida para fazer crer que o ex-presidente pede contribuições para pagar a estrutura do evento por meio do site oultimoato.site, o que é falso;
  • Algumas das peças checadas fazem crer que o site R7 e telejornais da Record difundiram o pedido de ajuda financeira, o que tampouco é verdade;
  • No caso de Nikolas Ferreira, os golpistas editaram um vídeo publicado em junho de 2023, no qual o parlamentar pede doações por meio do Pix — não por sites — para Bolsonaro pagar multas de processos jurídicos, o que é omitido no vídeo editado;
  • A gravação falsa possui uma série de trechos editados, onde é possível notar as mudanças entre o áudio original e uma voz similar à do parlamentar. Nos trechos enganosos, o parlamentar aparece pedindo contribuições financeiras pelo mesmo site difundido nas peças referentes a Bolsonaro. Ferreira confirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que o vídeo é falso e que estuda medidas contra o conteúdo.

Em busca na imprensa e nas redes sociais de Bolsonaro e de Ferreira, Aos Fatos não encontrou mensagens ou vídeos em que políticos tenham solicitado qualquer ajuda financeira para o ato programado para o próximo domingo.

Leia mais
Nas Redes Golpe usa vídeos falsos de personalidades, de Lula a Felipe Neto, para vender versão inexistente do jogo Subway Surfers

Por meio da ferramenta Dnslytics, Aos Fatos verificou que o domínio oultimoato.site foi criado no dia 17 de fevereiro, cinco dias após a convocação de Bolsonaro para o ato político, e que os dados dos responsáveis pelo site foram ocultados por meio de um serviço de proteção de privacidade, o que é uma prática comum em golpes virtuais.

Vídeos editados, com imitação da voz do deputado Nikolas Ferreira e de outros políticos e influenciadores digitais, já tinham sido utilizados em um outro golpe difundido em janeiro deste ano, que vendia uma versão inexistente do jogo Subway Surfers e roubava o dinheiro e os dados pessoais de usuários.

Referências

  1. Twitter (1 e 2)
  2. Instagram (1 e 2)
  3. O Estado de S. Paulo
  4. Aos Fatos

Compartilhe

Leia também

falsoFilho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

Filho de Lula não comprou a Azul Linhas Aéreas

falsoVídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

Vídeo é editado para fazer crer que família Bolsonaro apoia pré-candidatura de Pablo Marçal

falsoPosts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans

Posts usam foto de outra pessoa para sugerir que autor de atentado contra Trump era trans