Poster do agregador

11.jul.2022

“Quando se fala em marco temporal, pouca gente sabe o que é isso. Mas o Supremo quase que dobra o número de terras indigenas no Brasil.”

Bolsonaro sugere mais uma vez que, se a tese do marco temporal for rejeitada pelo STF (Supremo Tribunal Federal), o número de terras indígenas demarcadas no país irá dobrar. Isso, no entanto, é falso, porque a decisão da corte não levará a uma aprovação automática de novos processos de demarcação. Para que um território seja demarcado, é preciso comprovar por meio de estudos técnicos que o povo indígena que reside na região têm um vínculo histórico com o espaço e necessita dele para sobrevivência, bem-estar e reprodução física e cultural. Esse processo é estabelecido por lei e envolve diversas etapas e órgãos como a Funai (Fundação Nacional do Índio) e o Ministério da Justiça. Atualmente, o Brasil tem 434 terras demarcadas e estão pendentes de finalização os processos de 237 terras. Caso todas elas sejam aprovadas, o país terá um total de 13,75% do território destinado a terras indígenas. Defendida especialmente por ruralistas, a tese do marco temporal sustenta que apenas espaços habitados por indígenas na data da promulgação da Constituição (5 de outubro de 1988) podem ser demarcados. O estabelecimento desse marco está em análise pelo STF.

LEIA MAIS FONTE ORIGEM

REPETIDA 11 VEZES. Em 2021: 02.set, 01.out, 14.out, 25.out, 27.out, 25.nov, 07.dez. Em 2022: 05.jul, 11.jul.

Tema: Indígenas e quilombolas, Justiça. Origem: Outros

Em 1.459 dias como presidente, Bolsonaro deu 6.685 declarações falsas ou distorcidas

Esta base agrega todas as declarações de Bolsonaro feitas a partir do dia de sua posse como presidente. As checagens são feitas pela equipe do Aos Fatos semanalmente.

Atualizado em 30 de Dezembro, 2022


Explore as afirmações

Filtros

Por tema

Por origem

Ordenar por

26.out.2022

“Preservamos dois terços da nossa vegetação natural que está da mesma forma como quando fomos descobertos em 1500.”

Não é verdade que o Brasil possui dois terços de sua vegetação intacta desde a chegada dos portugueses, em 1500. De acordo com dados do MapBiomas, o país contava, em 2021, com 66% do território coberto por vegetação nativa, mas isso não significa que essas áreas não sofreram ação humana. Isso porque ao menos 9,3% da vegetação nativa do país é secundária, ou seja, está localizada em áreas que já foram desmatadas e convertidas para uso humano ao menos uma vez. Dentre os espaços que nunca sofreram com o desmatamento, há ainda regiões que já foram degradadas pelo fogo ou pela exploração de madeira.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 9 VEZES. Em 2021: 21.set, 01.out. Em 2022: 04.abr, 13.set, 18.set, 20.set, 29.set, 21.out, 26.out.

Tema: Meio ambiente. Origem: Entrevista

26.out.2022

“Quase quatro anos, não temos corrupção no Brasil.”

Integrantes e ex-integrantes do governo Bolsonaro são alvos de investigações e denúncias de corrupção e outros delitos ligados à administração pública. Em junho de 2022, a PF (Polícia Federal) prendeu preventivamente o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro por suposto envolvimento em um esquema de liberação de verbas na pasta. Ele é investigado por prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência e foi liberado por habeas corpus. Atuais e antigos integrantes do governo também são investigados pela PF ou pelo Ministério Público por suspeita de corrupção, como o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP); Ricardo Salles (PL), ex-titular do Meio Ambiente; o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PL), que comandou o Turismo; e Fabio Wajngarten, que chefiou a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social). Além disso, relatório de junho deste ano da Americas Society/Council of the Americas afirma que as tentativas do presidente de controlar órgãos de investigação e os cortes orçamentários de agências independentes seriam sinais de recuo no combate à corrupção no Brasil.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 249 VEZES. Em 2019: 15.dez, 23.dez, 24.dez, 26.dez. Em 2020: 10.jan, 06.fev, 20.fev, 03.mar, 09.mar, 16.mar, 20.mar, 22.abr, 28.abr, 05.mai, 22.mai, 28.mai, 26.jul, 30.jul, 02.ago, 13.ago, 07.out, 08.out, 11.out, 15.out, 22.out, 29.out, 09.nov, 25.nov, 29.nov, 08.dez, 10.dez, 15.dez, 19.dez, 24.dez, 31.dez. Em 2021: 07.jan, 11.jan, 12.jan, 15.jan, 18.jan, 08.fev, 11.fev, 20.fev, 04.mar, 07.abr, 27.abr, 05.mai, 08.mai, 11.mai, 13.mai, 10.jun, 15.jun, 18.jun, 21.jun, 24.jun, 25.jun, 07.jul, 12.jul, 13.jul, 18.jul, 19.jul, 21.jul, 22.jul, 26.jul, 27.jul, 29.jul, 31.jul, 02.ago, 04.ago, 05.ago, 06.ago, 17.ago, 19.ago, 23.ago, 24.ago, 25.ago, 28.ago, 30.ago, 31.ago, 09.set, 10.set, 15.set, 17.set, 21.set, 23.set, 24.set, 30.set, 09.out, 13.out, 14.out, 18.out, 20.out, 21.out, 24.out, 25.out, 27.out, 07.nov, 09.nov, 10.nov, 19.nov, 22.nov, 23.nov, 25.nov, 26.nov, 02.dez, 07.dez, 09.dez, 10.dez, 15.dez, 19.dez, 27.dez, 30.dez, 31.dez. Em 2022: 06.jan, 12.jan, 20.jan, 31.jan, 02.fev, 07.fev, 09.fev, 10.fev, 11.fev, 12.fev, 16.fev, 18.fev, 21.fev, 23.fev, 24.fev, 25.fev, 28.fev, 04.mar, 07.mar, 16.mar, 21.mar, 22.mar, 23.mar, 27.mar, 04.abr, 08.abr, 11.abr, 12.abr, 15.abr, 05.mai, 12.mai, 30.mai, 02.jun, 08.jun, 15.jun, 18.jun, 24.jun, 09.jul, 23.jul, 24.jul, 27.jul, 30.jul, 22.ago, 24.ago, 03.set, 06.set, 07.set, 11.set, 13.set, 14.set, 16.set, 17.set, 20.set, 24.set, 29.set, 04.out, 12.out, 14.out, 21.out, 23.out, 26.out, 27.out, 28.out.

Tema: Corrupção. Origem: Entrevista

26.out.2022

“Então, nós combatemos a corrupção no Brasil, não se fala mais em corrupção no Brasil.”

Integrantes e ex-integrantes do governo Bolsonaro são alvos de investigações e denúncias de corrupção e outros delitos ligados à administração pública. Em junho de 2022, a PF (Polícia Federal) prendeu preventivamente o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro por suposto envolvimento em um esquema de liberação de verbas na pasta. Ele é investigado por prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência e foi liberado por habeas corpus. Atuais e antigos integrantes do governo também são investigados pela PF ou pelo Ministério Público por suspeita de corrupção, como o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (PP); Ricardo Salles (PL), ex-titular do Meio Ambiente; o deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PL), que comandou o Turismo; e Fabio Wajngarten, que chefiou a Secom (Secretaria Especial de Comunicação Social). Além disso, relatório de junho deste ano da Americas Society/Council of the Americas afirma que as tentativas do presidente de controlar órgãos de investigação e os cortes orçamentários de agências independentes seriam sinais de recuo no combate à corrupção no Brasil.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 249 VEZES. Em 2019: 15.dez, 23.dez, 24.dez, 26.dez. Em 2020: 10.jan, 06.fev, 20.fev, 03.mar, 09.mar, 16.mar, 20.mar, 22.abr, 28.abr, 05.mai, 22.mai, 28.mai, 26.jul, 30.jul, 02.ago, 13.ago, 07.out, 08.out, 11.out, 15.out, 22.out, 29.out, 09.nov, 25.nov, 29.nov, 08.dez, 10.dez, 15.dez, 19.dez, 24.dez, 31.dez. Em 2021: 07.jan, 11.jan, 12.jan, 15.jan, 18.jan, 08.fev, 11.fev, 20.fev, 04.mar, 07.abr, 27.abr, 05.mai, 08.mai, 11.mai, 13.mai, 10.jun, 15.jun, 18.jun, 21.jun, 24.jun, 25.jun, 07.jul, 12.jul, 13.jul, 18.jul, 19.jul, 21.jul, 22.jul, 26.jul, 27.jul, 29.jul, 31.jul, 02.ago, 04.ago, 05.ago, 06.ago, 17.ago, 19.ago, 23.ago, 24.ago, 25.ago, 28.ago, 30.ago, 31.ago, 09.set, 10.set, 15.set, 17.set, 21.set, 23.set, 24.set, 30.set, 09.out, 13.out, 14.out, 18.out, 20.out, 21.out, 24.out, 25.out, 27.out, 07.nov, 09.nov, 10.nov, 19.nov, 22.nov, 23.nov, 25.nov, 26.nov, 02.dez, 07.dez, 09.dez, 10.dez, 15.dez, 19.dez, 27.dez, 30.dez, 31.dez. Em 2022: 06.jan, 12.jan, 20.jan, 31.jan, 02.fev, 07.fev, 09.fev, 10.fev, 11.fev, 12.fev, 16.fev, 18.fev, 21.fev, 23.fev, 24.fev, 25.fev, 28.fev, 04.mar, 07.mar, 16.mar, 21.mar, 22.mar, 23.mar, 27.mar, 04.abr, 08.abr, 11.abr, 12.abr, 15.abr, 05.mai, 12.mai, 30.mai, 02.jun, 08.jun, 15.jun, 18.jun, 24.jun, 09.jul, 23.jul, 24.jul, 27.jul, 30.jul, 22.ago, 24.ago, 03.set, 06.set, 07.set, 11.set, 13.set, 14.set, 16.set, 17.set, 20.set, 24.set, 29.set, 04.out, 12.out, 14.out, 21.out, 23.out, 26.out, 27.out, 28.out.

Tema: Corrupção. Origem: Entrevista

26.out.2022

“No governo do PT, se levava três anos para se alfabetizar uma criança. No nosso governo agora, mais da metade dos municípios do Brasil, com a nossa metodologia, levam seis meses.”

Bolsonaro faz referência ao aplicativo GraphoGame, que não tem a capacidade de alfabetizar crianças em seis meses, como afirma ao fazer uma comparação enganosa entre o uso da ferramenta e o tempo previsto no PNE (Plano Nacional de Educação) para que uma criança aprenda a ler e escrever. Os pesquisadores da PUCRS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul) que traduziram o programa informaram à BBC Brasil que o aplicativo serve como uma ferramenta de apoio ao aprendizado, não sendo o principal responsável pela alfabetização. A conclusão é a mesma obtida pela Universidade de Jyväskylä, da Finlândia, e pela Universidade de Cambridge, que avaliaram os benefícios do aplicativo em crianças com dificuldade de leitura. Ao responder a um pedido de acesso à informação sobre a eficácia do Graphogame, o MEC (Ministério da Educação) afirmou que não poderia estimar que as crianças se alfabetizam em seis meses com o aplicativo, porque ele não coleta dados de usuários. Contatada por Aos Fatos, Maria Isailma Pereira, doutora em educação e pedagoga do IFPE (Instituto Federal de Pernambuco) afirmou que a alfabetização é um processo complexo que necessita da intervenção do professor e não se resume apenas a “juntar letras”, o que seria a proposta do jogo.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 9 VEZES. Em 2022: 06.out, 07.out, 15.out, 21.out, 22.out, 26.out.

Tema: Educação. Origem: Entrevista

26.out.2022

“Sempre convido pessoas importantes a sobrevoar a Amazônia. Não vê um foco de calor. A nossa floresta ela é úmida, não pega fogo.”

O presidente repete o argumento falso de que a floresta amazônica não poderia ser incendiada por ser úmida. Por mais que ela seja, de fato, úmida, as plantas que a compõem podem sim entrar em combustão, desde que por meio da ação humana. Dados da ONG Ipam e da Nasa, agência espacial americana, indicam que os focos de incêndio que atingiram a região em 2019, por exemplo, aconteceram em áreas previamente desmatadas. Esta seria, segundo a bióloga Erika Berenguer, a única forma de incendiar a floresta. No processo de desmatamento, a vegetação é derrubada, colocada ao sol para secar e, então, queimada para a limpeza da área.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 50 VEZES. Em 2020: 09.mar, 10.mar, 16.jul, 23.jul, 11.ago, 03.set, 22.set, 08.out, 11.out, 21.out, 22.out, 11.nov, 13.nov, 19.nov, 17.dez. Em 2021: 08.fev, 09.fev, 23.abr, 27.mai, 28.mai, 10.jun, 24.jun, 08.jul, 03.ago, 25.ago, 10.set, 09.out, 15.nov, 19.nov, 25.nov, 09.dez. Em 2022: 31.jan, 03.mar, 09.mar, 16.mai, 21.mai, 24.mai, 05.jun, 07.jun, 08.jun, 13.jun, 08.ago, 13.ago, 01.set, 26.out.

Tema: Meio ambiente. Origem: Entrevista

26.out.2022

“A Amazônia equivale a uma Europa Ocidental. ”

Diferentemente do que foi afirmado por Bolsonaro, a área ocupada pela Amazônia Legal (5 milhões de km²) é bastante superior à da Europa Ocidental (cerca de 1 milhão de km²).

FONTE ORIGEM

REPETIDA 18 VEZES. Em 2021: 21.set, 19.nov. Em 2022: 31.jan, 16.abr, 05.jun, 10.jun, 13.jun, 29.jun, 17.jul, 19.ago, 22.ago, 23.ago, 30.ago, 18.set, 20.set, 26.set, 29.set, 26.out.

Tema: Meio ambiente. Origem: Entrevista

26.out.2022

“Uma prova, o PISA, a prova internacional de aprendizado escolar, são 70 países e o Brasil está em último lugar, um dos últimos lugares dessa prova.”

Diferentemente do que afirma Bolsonaro, o Brasil não ocupa as últimas posições no ranking geral do Pisa, programa internacional de avaliação de estudantes realizado pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Na última edição da prova, em 2018, que teve a participação de 79 países, o país alcançou a 58ª-60ª posição em Leitura (considerando a margem de erro da média de pontos), a 72ª-74ª em Matemática e a 66ª-68ª em Ciências, o que o levou à 57ª colocação no ranking geral.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 39 VEZES. Em 2020: 23.jan, 03.fev, 05.fev, 06.fev, 13.fev, 09.mar, 24.abr, 20.mai, 22.mai, 23.mai, 07.jul, 14.ago, 13.nov, 16.nov. Em 2021: 06.jan, 28.jul, 01.out, 11.out, 15.out, 25.out, 27.out, 09.nov, 10.nov, 22.nov, 23.nov. Em 2022: 12.jan, 11.fev, 16.mar, 31.mar, 02.jun, 18.jun, 20.jun, 28.jun, 20.jul, 01.set, 13.set, 26.out.

Tema: Educação. Origem: Entrevista

26.out.2022

“(...) mas na liberação das drogas, da maconha, droga, né? [Pauta defendida pelo PT].”

Não há, na última versão disponível do programa de governo de Lula, qualquer menção à liberação de drogas. Na verdade, o documento diz que "o país precisa de uma nova política sobre drogas, intersetorial e focada na redução de riscos, na prevenção, tratamento e assistência ao usuário. O atual modelo bélico de combate ao tráfico será substituído por estratégias de enfrentamento e desarticulação das organizações criminosas, baseadas em conhecimento e informação, com o fortalecimento da investigação e da inteligência". Aos Fatos também não encontrou nenhuma declaração pública do ex-presidente que sugira a liberação de drogas como uma promessa de governo. Há registros na imprensa de que o petista estuda alterar a lei de drogas (lei nº 11.343/2006), não para legalizar os entorpecentes, mas para estabelecer critérios mais claros para determinar o que seria tráfico e, assim, reduzir o número de encarceramentos. Por fim, a assessoria de Lula, em nota enviada ao Aos Fatos, classificou a declaração como mentirosa.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 22 VEZES. Em 2022: 14.set, 24.set, 25.set, 27.set, 28.set, 29.set, 13.out, 14.out, 15.out, 16.out, 21.out, 23.out, 25.out, 26.out, 27.out.

Tema: Ideologia. Origem: Entrevista

26.out.2022

“Nós tentamos aprovar, não conseguimos, devemos conseguir o ano que vem, uma lei que chama-se regularização fundiária. Você poderia, via satélite, ao detectar qualquer desmatamento ou qualquer foco de calor, saber quem é o dono daquele pedaço de terra.”

Bolsonaro se refere ao projeto de lei 2.633/2020, apresentado pelo deputado Zé Silva (SD-MG), que trata da regularização fundiária. Ele afirma que essa medida permitiria determinar a origem de focos de incêndio e responsabilizar os culpados, o que não é amparado por documentos oficiais. O texto, na verdade, amplia o tamanho das propriedades que podem ser regularizadas sem vistoria prévia e prevê que essas terras passem a ser vistoriadas caso a propriedade seja alvo de termo de embargo ou de infração ambiental, lavrado pelo órgão ambiental federal. Apesar de o projeto definir parâmetros de respeito ao meio ambiente para a regularização de terras, não é possível afirmar que a legislação ajudaria a identificar autores de crimes ambientais. O projeto foi aprovado na Câmara com alterações, em 3 de agosto de 2021, e segue em tramitação no Senado.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 28 VEZES. Em 2020: 03.set, 22.set, 19.nov, 10.dez, 17.dez, 24.dez. Em 2021: 15.jan, 21.jan, 08.fev, 22.abr, 23.abr, 01.nov, 19.nov. Em 2022: 31.jan, 23.fev, 11.abr, 12.abr, 16.abr, 07.jun, 13.jun, 22.jun, 22.ago, 30.ago, 26.set, 21.out, 26.out.

Tema: Congresso, Meio ambiente. Origem: Entrevista

26.out.2022

“Muito recurso desviado. Como disse, apenas em fundos de pensões em torno de US$ 8, US$ 9 bilhões.”

Não há registros de que os governos petistas tenham desviado quase US$ 9 bilhões dos fundos de pensão, como afirma Bolsonaro. O presidente se refere à Operação Greenfield, que apurou, entre 2016 e 2019, fraudes no Postalis (Correios), Funcef (Caixa) e Petros (Petrobras). Em denúncia, enviada em outubro de 2019, o Ministério Público Federal estimou os valores desviados em R$ 1 bilhão e solicitou a devolução de R$ 3,1 bilhões aos cofres públicos — o triplo do valor que teria sido desviado. A denúncia foi aceita, mas não há prazo para julgamento. A operação foi encerrada em janeiro de 2021, no governo Bolsonaro, e apenas 22% do valor que teria sido objeto de prejuízos a esses fundos foi recuperado.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 3 VEZES. Em 2022: 26.out, 27.out.

Tema: Economia. Origem: Entrevista

26.out.2022

“Petrobras, US$ 170 bilhões [desviados em gestões petistas].”

Não há qualquer indício de que tenham sido desviados US$ 170 bilhões da Petrobras durante governos petistas. Em 2021, um levantamento da petroleira sobre os acordos firmados no âmbito da operação Lava-Jato somou R$ 6 bilhões em valores devolvidos, o que seria US$ 1,129 bilhão convertido para o real, muito abaixo do montante referido pelo presidente. Bolsonaro frequentemente associa esse valor — que geralmente converte para R$ 900 bilhões — ao endividamento total da empresa entre 2003 e 2015, o que também é falso. Em 2003, os resultados divulgados pela petrolífera à Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), atual B3, indicavam endividamento total de R$ 63,791 bilhões. Corrigido pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), o montante foi de R$ 176 bilhões. Já em 2015, último ano completo do PT no poder, a dívida era de R$ 492,8 bilhões — com a atualização da inflação, R$ 705,5 bilhões. A diferença, portanto, é de R$ 407,2 bilhões em valores nominais e de R$ 505,4 bilhões se corrigido pela inflação, montante muito menor que o citado por Bolsonaro.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 77 VEZES. Em 2022: 31.jan, 01.fev, 02.fev, 03.fev, 04.fev, 08.fev, 09.fev, 16.fev, 18.fev, 21.fev, 23.fev, 24.fev, 25.fev, 07.mar, 10.mar, 16.mar, 21.mar, 24.mar, 31.mar, 04.abr, 06.abr, 11.abr, 12.abr, 14.abr, 16.abr, 25.abr, 29.abr, 15.mai, 16.mai, 17.mai, 19.mai, 25.mai, 30.mai, 02.jun, 09.jun, 17.jun, 19.jun, 27.jun, 01.jul, 05.jul, 07.jul, 24.jul, 25.jul, 27.jul, 30.jul, 01.ago, 08.ago, 09.ago, 13.ago, 25.ago, 28.ago, 03.set, 06.set, 26.set, 29.set, 04.out, 06.out, 14.out, 15.out, 16.out, 20.out, 23.out, 26.out, 27.out, 28.out, 30.dez.

Tema: Economia. Origem: Entrevista

26.out.2022

“Estamos diminuindo impostos e arrecadando mais. ”

É fato que o governo federal tem arrecadado mais tributos em valores absolutos, apesar das desonerações recentes em produtos como combustíveis. No entanto, a carga tributária do país — relação entre tributos recolhidos e PIB (Produto Interno Bruto) — correspondente a 2021 (22,48% do PIB), dado mais recente, é semelhante ao índice de 2013 (22,49% do PIB), na gestão de Dilma Rousseff (PT). De acordo com o Tesouro Nacional, a receita líquida do governo (valor arrecadado menos as transferências para estados e municípios) entre janeiro e agosto deste ano foi de R$ 1,2 trilhão, contra R$ 989,7 bilhões no mesmo período do ano anterior. No entanto, não é possível estimar o impacto das desonerações na carga tributária. Em 2021, as reduções de impostos aprovadas até então não foram eficazes na redução da carga tributária, que foi a maior registrada desde 2013.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 6 VEZES. Em 2022: 06.out, 21.out, 26.out, 28.out, 30.dez.

Tema: Economia. Origem: Discurso

26.out.2022

“Contra a liberação das drogas, que o PT quer aprovar.”

Não há, na última versão disponível do programa de governo de Lula, qualquer menção à liberação de drogas. Na verdade, o documento diz que "o país precisa de uma nova política sobre drogas, intersetorial e focada na redução de riscos, na prevenção, tratamento e assistência ao usuário. O atual modelo bélico de combate ao tráfico será substituído por estratégias de enfrentamento e desarticulação das organizações criminosas, baseadas em conhecimento e informação, com o fortalecimento da investigação e da inteligência". Aos Fatos também não encontrou nenhuma declaração pública do ex-presidente que sugira a liberação de drogas como uma promessa de governo. Há registros na imprensa de que o petista estuda alterar a lei de drogas (lei nº 11.343/2006), não para legalizar os entorpecentes, mas para estabelecer critérios mais claros para determinar o que seria tráfico e, assim, reduzir o número de encarceramentos. Por fim, a assessoria de Lula, em nota enviada ao Aos Fatos, classificou a declaração como mentirosa.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 22 VEZES. Em 2022: 14.set, 24.set, 25.set, 27.set, 28.set, 29.set, 13.out, 14.out, 15.out, 16.out, 21.out, 23.out, 25.out, 26.out, 27.out.

Tema: Ideologia. Origem: Discurso

25.out.2022

“Eu vi uma grande rede de televisão dizer, inclusive seu médico, Drauzio Varella, que era uma gripezinha. ”

Bolsonaro se refere à Globo e o médico Drauzio Varella não disse, em seu quadro no Fantástico, que o novo coronavírus era uma “gripezinha” — por isso, a declaração é falsa. Em vídeo publicado em seu canal no YouTube em 30 de janeiro de 2020 — antes que fosse decretada a pandemia, portanto — o médico afirmou que o novo coronavírus causaria à maioria da população “um resfriadinho de nada”. Varella corrigiu a sua alegação posteriormente, alertando para a necessidade de distanciamento inicial, para adoção de medidas de higiene e para a importância da vacinação. O vídeo de janeiro de 2020, inclusive, foi apagado do seu site. Em março do mesmo mês, Varella afirmou, em entrevista à GloboNews, que o coronavírus “provoca um resfriado” na maior parte da população infectada e que uma minoria desenvolve quadros pneumônicos graves. “Esses são os que têm que ir pro hospital. Não justifica essa loucura que tá acontecendo no mundo”, afirmou. O médico argumentava que não era necessário correr para as emergências nos primeiros sintomas, pois a possibilidade de desenvolver outras infecções respiratórias era maior — o que estava de acordo com as primeiras orientações dos serviços de saúde no Brasil e no mundo, posteriormente revisadas.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 8 VEZES. Em 2020: 24.mar, 26.mar, 24.ago. Em 2021: 07.jan, 15.jan, 30.set. Em 2022: 16.out, 25.out.

Tema: Coronavírus, Imprensa. Origem: Entrevista

25.out.2022

“Alguns me acusam de ter comprado vacina em 2020. Não tínhamos vacina em 2020.”

A declaração é falsa. Dados do portal Our World in Data mostram que, até 31 de dezembro de 2020, cerca de 30 países haviam não só negociado vacinas contra Covid-19 como também já iniciado suas campanhas de imunização contra o novo coronavírus. À época, os Estados Unidos já haviam aplicado ao menos a primeira dose em 2,8 milhões de habitantes, e Israel chegava a 1 milhão de pessoas vacinadas.

FONTE ORIGEM

REPETIDA 7 VEZES. Em 2021: 25.out, 08.nov. Em 2022: 02.fev, 21.mar, 22.jul, 05.out, 25.out.

Tema: Coronavírus. Origem: Entrevista

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.