Política de uso de inteligência artificial do Aos Fatos

Compartilhe

Da Fátima — robô checadora treinada com dados próprios para gerar e distribuir informações verificadas por jornalistas do Aos Fatos em plataformas como Telegram e WhatsApp — ao Escriba, serviço de transcrição automática, Aos Fatos reitera seu pioneirismo no desenvolvimento ético e no uso de inteligência artificial.

Publicada em 7.jul.2024 e já adotada internamente meses antes, a Política de Uso de Inteligência Artificial do Aos Fatos está em permanente atualização a fim de abarcar novas possibilidades. Veja aqui o histórico de atualizações.

Os princípios abaixo orientam o uso de inteligência artificial pela Redação do Aos Fatos:

  • O Aos Fatos não usa inteligência artificial generativa para criar conteúdo original sem supervisão humana. A tecnologia, no entanto, pode ser usada na adaptação de textos escritos por jornalistas para novos formatos ou linguagens — por exemplo, para resumir reportagens, fazer traduções e criar as respostas da Fátima.

    Nos casos de uso em que conteúdo é gerado automaticamente por inteligência artificial, os seguintes procedimentos serão observados:
  1. A inteligência artificial será usada apenas para adaptar ou parafrasear conteúdo já escrito, editado e publicado pela equipe de jornalistas do Aos Fatos.
  2. Haverá um aviso claro de que o texto foi gerado por inteligência artificial;
  3. As fontes primárias usadas pela IA para gerar um conteúdo estão indicadas com clareza;
  4. Procedimentos de geração automática de conteúdo só serão tornados públicos após análise de riscos e criação de processos de controle de qualidade editorial que minimizem o risco de erros e garantam a qualidade do conteúdo gerado por IA.
  • Sempre informar qualquer uso de IA durante o processo de apuração jornalística — com ferramentas para analisar grandes quantidades de dados — ou no resultado final;
  • Usar imagens e vídeos gerados por IA em conteúdos editoriais apenas em casos excepcionais e justificados — como em reportagens sobre o assunto —, sempre com aviso claro sobre a ferramenta empregada;
  • Respeitar o direito à propriedade intelectual tanto no processo editorial quanto no desenvolvimento de produtos, com especial atenção à origem e ao tratamento dos dados utilizados.

HISTÓRICO DE ATUALIZAÇÕES

  • Em 7.jul.2024.

Compartilhe