Vídeo de vereador de Niterói circula fora de contexto para alegar que Lula escondeu doações de Bolsonaro

Por Marco Faustino

28 de maio de 2024, 17h05

Não é verdade que um vídeo mostra itens escolares doados pelo governo Bolsonaro em 2022 que foram escondidos em um galpão pela gestão Lula. Os posts enganosos descontextualizam um vídeo em que o vereador Douglas Gomes (PL), de Niterói (RJ), registra objetos adquiridos pela prefeitura da cidade que estavam parados em um depósito.

As peças de desinformação acumulavam 2.000 curtidas no Instagram e centenas de compartilhamentos no Facebook nesta terça-feira (28). As peças enganosas circulam também no WhatsApp, plataforma na qual não é possível estimar o alcance dos conteúdos (fale com a Fátima).

Leia mais
WHATSAPP Inscreva-se no nosso canal e receba as nossas checagens e reportagens

Selo falso

Fiscalização do deputado descobre centenas de doações do governo Bolsonaro escondidos pelos PTralhas para não doar as pessoas. Milhões e tablets, aparelhos de ar-condicionado, kits de estudantes, mesas de professores (tudo novo)!!!!!!!

Vídeo que mostra denúncia feita por vereador de Niterói sobre itens adquiridos pela prefeitura da cidade é difundido como se fosse denúncia de deputado sobre doações feitas pelo governo do ex-presidente Jair Bolsonaro

Posts nas redes têm distorcido um vídeo gravado pelo vereador Douglas Gomes (PL) para alegar que o governo Lula teria escondido doações feitas pela gestão Bolsonaro. Os objetos mostrados pelo político na gravação foram adquiridos com recursos municipais e estavam armazenados em um depósito da FME (Fundação Municipal de Educação).

O registro original foi publicado por Gomes no TikTok na última sexta-feira (24) e mostra o político percorrendo o galpão e mostrando itens como aparelhos de ar-condicionado, mochilas e tablets ainda encaixotados. Em nenhum momento ele afirma que os itens foram doados por Bolsonaro.

@vereadordouglasgomes NÃO VÃO ME PARAR! Enviados da prefeitura tentaram barrar minha fiscalização no depósito da Fundação Municipal de Educação. Não conseguiram e não vão conseguir! Nos ouvindo, talvez errem menos. Já estou programando a próxima fiscalização. Aguardem! #otrabalhotemquecontinuar #niteroi #niteroirj #niteroigram #niterói #niteroivibes #niteroioficial #niteroi24h #alertaniteroi #tôcomdouglasgomes ♬ som original - verdouglasgomes6

Os tablets mostrados pelo vereador foram comprados pela prefeitura, comandada por Axel Grael (PDT), em março de 2022. Adquiridos por cerca de R$ 3 milhões com recursos da FME, os 5.100 aparelhos foram entregues pelo fornecedor poucos meses depois, mas até agora não foram distribuídos a escolas da rede municipal.

Em nota enviada ao Aos Fatos, a prefeitura informou que mantém os tablets embalados e conservados e que a distribuição ainda não aconteceu porque foi necessário seguir determinações do TCE (Tribunal de Contas do Estado):

  • O órgão embargou o pagamento dos equipamentos à empresa vencedora da licitação em seis municípios, incluindo Niterói, por suspeitas relacionadas ao processo de aquisição;
  • O embargo foi derrubado em março de 2023, após o TCE concluir que não havia irregularidades. A distribuição foi condicionada à apresentação de propostas pedagógicas e logísticas;
  • A prefeitura diz já ter se enquadrado às exigências do TCE, mas que precisou consultar a Procuradoria Geral de Niterói para averiguar se pode distribuir os materiais neste ano, já que haverá eleições municipais. A ideia é entregar os tablets após as férias escolares.

Já as mochilas, mobiliários, aparelhos de ar-condicionado e demais equipamentos mostrados pelo vereador no vídeo estão, segundo a prefeitura, estocados para substituição em caso de dano e para serem entregues a novas escolas municipais.

Referências:

1. Facebook
2. TikTok
3. TCE-RJ
4. g1

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.