Vídeo é compartilhado com velocidade reduzida para sugerir que Lula estaria bêbado

Por Priscila Pacheco

9 de março de 2022, 16h38

Publicações nas redes sociais compartilham um vídeo que teve a velocidade reduzida para sugerir que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estava bêbado ao agradecer o apoio recebido enquanto estava preso (veja aqui). Na gravação original, publicada no perfil oficial do petista no Instagram no dia em que ele foi solto, é possível observar que Lula fala normalmente. A assessoria de imprensa do ex-presidente reiterou que o vídeo foi editado.

O vídeo manipulado conta com ao menos 4.400 compartilhamentos no Facebook nesta quarta-feira (9).


Selo falso

Vídeo de Lula com a velocidade reduzida

Um vídeo em que o ex-presidente Lula faz um agradecimento a apoiadores no dia em que foi solto em Curitiba tem sido compartilhado nas redes sociais com a velocidade reduzida para fazer crer que ele estava embriagado. Antes das imagens do petista, uma mulher não identificada afirma que o petista estaria bêbado ou drogado.

O vídeo original, postado no perfil oficial de Lula no Instagram (aqui) e no Twitter (aqui) em 8 de novembro de 2019, mostra que o petista fala normalmente. A assessoria de imprensa do ex-presidente reiterou que o material foi distorcido.

O registro foi publicado no dia em que Lula deixou a carceragem da Polícia Federal em Curitiba após decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que proibiu a prisão de réus antes de esgotados todos os recursos jurídicos. Na gravação, ele diz que, apesar de ter 74 anos de idade — hoje, ele tem 76 —, sua energia é de uma pessoa jovem, e agradece a solidariedade de apoiadores. O conteúdo sem adulteração também está disponível na conta oficial da deputada federal Maria do Rosário (PT) no Facebook desde 2019.

Referências:

1. Instagram Lula
2. Twitter Lula
3. Facebook Maria do Rosário
4. G1


Aos Fatos integra o Third-Party Fact-Checking Partners, o programa
de verificação de fatos da Meta. Veja aqui como funciona a parceria.

Topo

Usamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade. Ao continuar navegando, você concordará com estas condições.