Vídeo sobre afastamento de auditores fiscais por Moraes não é recente, mas de 2019

Compartilhe

Foi gravado em agosto de 2019 um vídeo em que o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) critica o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes pelo afastamento de dois auditores fiscais, diferentemente do que indicam postagens recentes nas redes sociais (veja aqui). A decisão foi revogada pelo próprio ministro em novembro de 2019, o que as publicações omitem.

As postagens enganosas contam com ao menos 30.256 compartilhamentos no Facebook nesta sexta-feira (20) e foram sinalizadas como desinformação na ferramenta de verificação da plataforma (saiba como funciona). No YouTube, o conteúdo postado há alguns dias já ultrapassa 501 mil visualizações.


Postagens enganam ao compartilhar, sem o devido contexto, um vídeo de 2019 em que o deputado Elias Vaz (PSB-GO) critica a suspensão das investigações da Receita Federal sobre 133 contribuintes e o afastamento de auditores fiscais, determinados pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes. A decisão de afastar dois servidores foi revogada pelo magistrado em novembro daquele ano, o que os posts checados omitem.

Em 1º de agosto de 2019, Moraes determinou que a Receita Federal suspendesse todas as investigações secretas da Equipe Especial de Programação de Combate a Fraudes Tributárias sobre os contribuintes e o afastamento dos dois servidores apontados como suspeitos de irregularidades. Segundo o ministro, havia “graves indícios de ilegalidade no direcionamento das apurações em andamento” e os auditores romperam sigilos. A ação integrava o inquérito das "fake news" no STF.

Em novembro de 2019, Moraes autorizou que os auditores retornassem ao trabalho. No ano passado, o TCU (Tribunal de Contas da União) concluiu que havia falhas da Receita Federal na proteção dos dados obtidos durante os processos de fiscalização que permitiram o vazamento de informações sigilosas.

A peça de desinformação também foi checada pela Agência Lupa.

Compartilhe

Leia também

Pablo Marçal descumpre lei eleitoral ao remunerar seguidores na pré-campanha, dizem especialistas

Pablo Marçal descumpre lei eleitoral ao remunerar seguidores na pré-campanha, dizem especialistas

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

Atentado contra Trump aponta riscos de uma moderação enfraquecida nas ‘big techs’

falsoServiço Secreto não desautorizou disparo em autor de atentado contra Trump

Serviço Secreto não desautorizou disparo em autor de atentado contra Trump